Estagiar+ promete integração no mercado de trabalho

© SRJQPE

A secretária regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego anunciou que o novo programa Estagiar+, criado pelo governo dos Açores, visa acelerar a integração no mercado de trabalho dos jovens com habilitação igual ou inferior ao 12.º ano de escolaridade e inscritos no centro de qualificação e emprego.

Segundo Maria João Carreiro, o Estagiar+ é um “significativo impulso” na resposta aos jovens com baixas qualificações e vulnerabilidades sociais, escolares e profissionais, onde se incluem os jovens NEET, que não estudam, não trabalham nem frequentam formação.

O apoio a atribuir a cada jovem é equivalente ao salário mínimo regional, sendo que cada estagiário fica abrangido pelo regime de segurança social (SS). Às entidades que promovam formação certificada dos jovens, durante o estágio, é atribuído um apoio.

Maria João Carreiro acrescentou que o Estagiar+ constitui uma “oportunidade para os jovens com dificuldade de integração no mercado de trabalho verem reconhecidas as suas competências e adquirem outras.”

A secretária regional sublinhou, também, o facto deste novo programa pretender facultar uma “maior universalidade” da medida ESTAGIAR, que inclui os programas L, T e U, “já que agora está acessível a todos os jovens, independentemente do nível de qualificação, em particular aos jovens NEET.”

Além da criação do Estagiar+, foram introduzidas melhorias no Estagiar L e T, entre as quais a garantia de proteção social dos estagiários e a discriminação positiva dos jovens que fazem o Estagiar T, que passam a auferir 105% do salário mínimo regional, reconhecendo e valorizando, assim, o percurso formativo dos jovens.

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário