Log in

Turismo e Emprego

21.06.2023


António Vasco Viveiros
Deputado do PSD na ALRA
Vereador na Câmara da Lagoa


Os indicadores relativos ao turismo e ao emprego têm tido uma evolução muito positiva nos Açores.

Comecemos pelo emprego.

Em abril de 2023, encontravam-se inscritos nos centros de emprego dos Açores 5.427 desempregados, valor inferior em cerca de 15% ao mesmo mês de 2022. Também os trabalhadores em programas ocupacionais, no mesmo período, tiveram uma redução de 32%. Ou seja, no seu conjunto, registou-se uma redução de 2.200 trabalhadores, entre desempregados inscritos e de trabalhadores em programas ocupacionais, no período de 1 ano.

A par do referido, a taxa de desemprego no final do 1.º trimestre de 2023 situava-se em 6,2 %, valor inferior aos 7,2 % registados a nível nacional, sendo os Açores, de entre as diversas regiões do país, aquela com a segunda taxa mais baixa.

São números relevantes, em parte resultantes da situação económica favorável, mas igualmente resultantes das políticas públicas de emprego.

No sector do turismo, a atividade registada em 2022 foi superior à registada em 2019, até então o melhor ano de sempre. Com efeito, em 2022 relativamente a 2019, o número de hóspedes passou de 971 mil para 1023 mil, sendo que o número de dormidas, no mesmo período, cresceu de 3 para 3,2 milhões. Num e noutro indicador, o crescimento foi na ordem dos 5%.

Mas relativamente aos proveitos da hotelaria e restauração, entre 2019 e 2022, o crescimento foi superior a 20%, passando de 104,5 para 126,5 milhões de euros.

O aumento muito superior dos proveitos relativamente ao aumento do número de hóspedes e de dormidas é um excelente indicador, contribuindo para o caminho da sustentabilidade do turismo. É fundamental manter esta tendência, que passa sobretudo pela melhoria qualitativa da oferta, bem como pela promoção do destino.

Os dados já conhecidos relativamente a 2023 são muito positivos quanto ao número de dormidas e de hóspedes. De janeiro a março, comparando com o período homólogo de 2022, em termos de hóspedes e dormidas houve um crescimento de 32% e 29%, respetivamente.

Ainda que com as necessárias reservas resultantes do período em análise ser de apenas 3 meses, estes dados confirmam o que são as expetativas muito positivas para 2023, com novos recordes neste setor, o que se afigura essencial para o crescimento da nossa economia.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

CAPTCHA ImageCambiar Imagen