Log in

Governo prepara regularização de 536 contratos covid-19

© MIGUEL MACHADO/GRA

A secretária regional da Saúde e Desporto, Mónica Seidi, anunciou a intenção de regularizar os chamados contratos covid-19 no setor da Saúde. Estes são os vínculos de trabalho relativos aos profissionais de saúde que foram contratados durante a pandemia para enfrentar as necessidades da luta contra a covid-19 a partir de 2020.

Decretado o fim do estado de emergência pela Organização Mundial de Saúde, já em maio deste ano, os diversos profissionais contratados para suprir as necessidades – inicialmente classificadas como momentâneas – permaneceram nos seus postos de trabalho, uma vez que a sua presença continuava a ser necessária para enfrentar as atividades diárias dos mais diversos serviços na área da prestação de cuidados de saúde.

O executivo, indicou Mónica Seidi, “reconhece que há um caminho a fazer em relação aos trabalhadores” que foram contratados no âmbito da pandemia de covid-19. Por isso, anunciou a governante, o orçamento dos Açores para 2024 inclui a proposta de “regularização extraordinária destes trabalhadores para que sejam integrados no serviço regional de Saúde, porque efetivamente são necessários”.

Na sua globalidade estamos a falar da integração extraordinária de 536 profissionais, distribuídos pelos três hospitais da região. Estão abrangidas diferentes categorias, desde médicos, a enfermeiros, técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, técnicos superiores de farmácia, assistentes técnicos e operacionais, informáticos e outros.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.