Log in

Festas do Espírito Santo de Ponta Delgada assinaladas de “forma simbólica”

© CMPD

As Grandes Festas do Espírito Santo em Ponta Delgada, nos Açores, vão realizar-se este ano de “forma simbólica” de 9 a 18 de julho devido à pandemia de covid-19, anunciou hoje a Câmara Municipal.

“As Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, promovidas anualmente pela Câmara Municipal de Ponta Delgada no segundo fim de semana de julho, vão ser assinaladas de forma simbólica de 9 a 18 de julho”, lê-se em nota de imprensa da autarquia.

Segundo o vice-presidente do município de Ponta Delgada, Pedro Furtado, devido à pandemia de covid-19, as celebrações irão passar “apenas pela dimensão religiosa e espiritual das festividades”, sem a “possibilidade dos tradicionais convívios” que anualmente “atraem milhares de pessoas à cidade”.

“O nosso objetivo é assinalar as Grandes Festas, que são um marco na vida cultural e social de todo o concelho, não só do ponto de vista religioso, mas também da solidariedade e da partilha que estão associadas a estas festividades”, afirma Pedro Furtado, citado em comunicado.

Integrado nas Grandes Festas do Divino Espírito Santo, a Câmara de Ponta Delgada irá distribuir na sexta-feira, 9 de julho, pensões (com carne, pão, bebida e outros alimentos) a 53 Instituições Particulares de Solidariedade Social e a “famílias carenciadas do concelho”.

Na sexta-feira será ainda inaugurado o quarto do Espírito Santo, na escadaria dos Paços do Concelho de Ponta Delgada.

No domingo, 11 de julho, será celebrada uma missa em “honra do Divino Espírito Santo” na igreja Matriz de São Sebastião.

As cerimónias contarão ainda com exposições de carros de bois na praça Gonçalo Velho Cabral e de fotografia na Praça do Município, no centro da cidade.

Já em 2020, as Grandes Festas do Espírito Santo de Ponta Delgada, nos Açores, foram assinaladas de “forma simbólica”, atendendo às medidas de contenção da pandemia.

As Festas do Espírito Santo têm uma forte expressão em todo o arquipélago dos Açores, envolvendo tradicionalmente cerimónias religiosas e a partilha de refeições na rua, além de atuações musicais e outras iniciativas comunitárias.

Lusa/ DL

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

CAPTCHA ImageCambiar Imagen