Log in

Procissão do Corpo de Deus acontece na próxima quinta-feira

© CM POVOAÇÃO

A Povoação prepara-se para receber a solene procissão em honra do Santíssimo Sacramento, que sairá da igreja da Mãe de Deus, acompanhada pelas paróquias da Ouvidoria da Povoação e pelas bandas filarmónicas do concelho, no dia 30 de maio, pelas 18 horas.

Este ano serão elaborados quatro “tapetes gigantes alusivos à festividade”, que resultam de “muitos dias de trabalho”, salienta a Câmara Municipal da Povoação em comunicado enviado às redações.

De acordo a Câmara da Povoação, está previsto “um grande concerto”, no coreto do Jardim Municipal, a partir das 22h30, pela Sociedade Musical Sagrado Coração de Jesus, do Faial da Terra, que está a comemorar os seus 130 anos de vida.

As Festas do Corpo de Deus realizam-se de 29 de maio a 2 de junho, na Vila da Povoação e contam com um vasto programa de animação, a cargo autarquia povoacense.

As atuações decorrerão no Jardim Municipal e a primeira terá início no dia 29 de maio, pelas 20 horas, com a abertura da iluminação e a atuação da Charanga dos Escuteiros da Povoação. Depois, pelas 22h30 haverá cantigas ao desafio com José Eliseu, da Terceira; Bruno Oliveira, de São Jorge e Carlos Sousa “Maurício”, da Ribeira Grande, Paulo Miranda, da Candelária, que serão acompanhados pelos tocadores Paulo Rocha e Norberto Carvalho, da Povoação.

No dia 31 de maio, pelas 22h00, será a noite das atuações de João Moniz e a seguir, pelas 23h00, da Orquestra Ligeira da Câmara Municipal da Povoação.

No dia 1 de junho, os Acustic SOULS estarão programados para subir ao placo, pelas 22 horas, e depois a grande Luciana Abreu fará o seu concerto pelas 23 horas.

Finalmente, no dia 2 de maio, a partir das 22h30, o programa festivo encerrará com as atuações dos Grupos Folclóricos de São Pedro, da Lomba do Cavaleiro, e das Camélias, das Furnas.

A autarquia salienta, ainda, que a Festa do Corpo de Deus “é, sem dúvida, a maior festividade religiosa do município, afamada pelos seus ricos tapetes de verduras, aparas de pinho tingidas e flores que ornamentam o trajeto por onde passa a procissão”.

Consciente da importância da tradição, nos últimos sete anos a autarquia povoacense refere que tem investido na criação de tapetes decorativos, “compostos por flores e outros elementos que se apresentam como autênticas obras de arte, podendo ser observadas um pouco por toda a Vila”.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CAPTCHA ImageChange Image