Dia internacional sem sacos de plástico assinalado na Lagoa

Foto: CML

A Câmara Municipal de Lagoa, através do CEFAL – Centro de Educação e Formação Ambiental de Lagoa, irá assinalar o Dia Internacional Sem Sacos de Plástico, que se celebra todos os anos no dia 3 de julho, com a distribuição de sacos de pano nas zonas balneares galardoadas do concelho.

O objetivo desta data é de chamar a atenção para a redução do consumo excessivo de sacos de plástico a nível mundial, minimizando o seu impacto no ambiente e consciencializando a comunidade para as alternativas existentes.

Atualmente, os oceanos enfrentam uma ameaça enorme e crescente. Estima-se que, todos os anos, mais de 8 mil milhões de toneladas de plástico chegam ao meio marinho a partir de fontes terrestres, o que equivale a despejar um camião de lixo cheio de plástico nos oceanos a cada minuto. O número de espécies marinhas afetadas pelos resíduos de plásticos aumenta, assim, cada vez mais. A verdade é que os plásticos deitados ao mar nunca desaparecem, decompondo-se em microplásticos. Os animais marinhos muitas vezes confundem os plásticos com alimentos, acabando por morrer pela sua ingestão ou aprisionados e/ou asfixiados.

Deste modo, os plásticos nos oceanos ameaçam a viabilidade de ecossistemas marinhos críticos. A nível mundial, apenas 9% de todos os resíduos de plástico gerados são reciclados. A reciclagem não é, assim, suficiente para resolver o impacto do plástico no ambiente, pelo que é necessário alterar comportamentos de uso e de redução da quantidade de plástico descartável, apresentando soluções reutilizáveis como alternativa.

Desta forma, a Câmara de Lagoa, através do CEFAL, irá realizar uma ação de sensibilização aos banhistas, na zona balnear da Caloura e no Complexo Municipal de Piscinas, onde serão abordados para a diminuição do uso de sacos de plástico, alertando para o seu impacto negativo na vida marinha. Como forma de sensibilização, serão entregues, simbolicamente, sacos de pano, numa alternativa ao uso do plástico.

De acordo com as medidas da Direção Regional de Saúde, face à pandemia Covid-19, será colocada uma bancada com um cartaz alusivo à atividade, onde estarão ao dispor dos banhistas os referidos sacos de pano, com a frase “milhares de animais marinhos morrem, anualmente, por asfixia e ingestão de sacos de plástico”.

Refira-se ainda que, esta atividade encontra-se inserida no programa Bandeira Azul, cujo tema em 2020 é “De Volta ao Mar com Atitude de Mudar”.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário