Detidos dois homens em Ponta Delgada pelo crime de roubo agravado

© DL

Foram detidos dois homens, com 24 e 33 anos, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, por suspeitas da prática de um crime de roubo agravado, anunciou hoje, 25 de julho, o comando regional da Polícia de Segurança Pública dos Açores.

De acordo com nota de imprensa enviada às redações, as investigações a cargo da brigada de Investição Criminal da PSP tiveram o seu início após a denúncia efetuada pela própria vítima do crime, a qual apontava para dois suspeitos, os quais durante a madrugada do passado dia 20 de julho, teriam, alegadamente, apontado uma arma branca ao pescoço da vítima, de forma a apropriarem-se da sua carteira.

No decurso das diligências efetuadas pelos investigadores da brigada de serviço permanente da PSP foi possível reunir elementos probatórios que indiciam os suspeitos de terem planeado o ilícito sobre a vítima de 62 anos, a qual haviam conhecido apenas algumas horas antes da ocorrência do crime.

De acordo com a investigação, os suspeitos, após terem confraternizado com a vítima em vários estabelecimentos situados nas Portas do Mar, seguiram a vítima até às imediações da igreja de São Pedro, recorrendo a uma navalha apontada ao pescoço, para se apropriarem, desde logo, de cerca de 400 euros que se encontravam na carteira e, também, de um cartão multibanco, o qual utilizaram, pouco tempo depois, para efetuar levantamentos bancários ilícitos e ainda uma transferência bancária no valor de 15.000 euros.

Com base na recolha de informação e nas diligências investigatórias urgentes efetuadas pelos investigadores da PSP foi possível identificar os autores do ilícito, tendo sido garantida a detenção de um dos suspeitos, na passada sexta-feira, por ordem de autoridade policial. Já o segundo suspeito, este viria a ser detido no sábado, com intervenção do Ministério Público, aquando da sua localização por parte das autoridades.

Após terem sido sujeitos a interrogatório no tribunal judicial de Ponta Delgada, um dos suspeitos, já com antecedentes criminais ligados a crimes de furto e burla, inclusivamente, com uma pena de prisão cumprida, ficará a aguardar as restantes fase do processo sujeito à medida de coação de prisão preventiva. Relativamente ao outro arguido, foi-lhe determinada a obrigatoriedade de apresentação diária perante as autoridades.

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário