Conta da Região de 2016 certifica estabilidade financeira e crescimento dos Açores

O Vice-Presidente do Governo afirmou que a Conta da Região Autónoma dos Açores referente ao ano económico de 2016 garante “sustentabilidade futura”, sendo apontada como “exemplar” por várias instituições nacionais e europeias.

Sérgio Ávila, que falava na Assembleia Legislativa, frisou também que a Conta da Região respeita aqueles que são “os critérios contabilísticos definidos pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), pelo Banco de Portugal, pelo Eurostat, bem como pelo Fundo Monetário Internacional (FMI)”, considerando que, nesse contexto, os valores das contas regionais “são valores que nos orgulham imenso”.

Segundo Sérgio Ávila, o défice em 2016 foi “metade daquilo que a União Europeia vincula a cada um dos países”, no âmbito do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC).

Relativamente à dívida pública, que agrega a administração regional direta, indireta e o SPER que está consolidado, o Vice-Presidente destacou que, de acordo com o INE, Banco de Portugal e Eurostat, a dívida dos Açores é de “apenas 41,6% do PIB no final de 2016”, valor que está “demonstrado nesta conta”.

Para Sérgio Ávila, e no que diz respeito à dívida pública e sustentabilidade futura, os Açores estão “muito melhor do que 25 dos 27 países da União Europeia”.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário