Competências parentais são ferramenta essencial na prevenção de comportamentos de risco

A Diretora Regional de Prevenção e Combate às Dependências destacou a importância de fornecer competências parentais às famílias para proteger os jovens dos fatores de risco.

Suzete Frias, que falava no âmbito duma sessão informativa sobre consumos e dependências dirigida a famílias sinalizadas, salientou que, “com esta iniciativa, o Governo dos Açores prossegue a implementação da Estratégia Regional para a Promoção de Estilos de Vida Saudável e Prevenção de Comportamentos de Risco”.

Nesta sessão informativa, que decorreu no âmbito do Projeto São Lucas – Plano Integrado de Resposta à Pobreza de São José, que presta apoio a 45 famílias, foram abordadas temáticas relacionadas com relações afetivas, modelagem de atitudes e comportamentos positivos, rejeição, abuso sexual e negligência.

Em linha com a Estratégia Regional para a Promoção de Estilos de Vida Saudável e Prevenção de Comportamentos de Risco, será implementado no decurso deste ano letivo o programa pioneiro denominado ‘Prevenir em Família e na Comunidade’, depois de um período de formação que teve início em setembro de 2017.

Esta iniciativa consiste na adaptação à Região do programa de competências familiares, adaptado para a realidade espanhola pela Universidade das Ilhas Baleares e para a realidade portuguesa pelo CEIFAC – Centro Integrado de Apoio Familiar de Coimbra e Universidade de Coimbra, tendo em vista fortalecer os fatores protetores na família e diminuir os de risco.

Trata-se de um projeto de competências parentais que, num primeiro módulo, abrange crianças dos 7 aos 11 anos, sendo uma iniciativa pioneira no país, já referenciada como uma estratégia eficaz de prevenção do uso e abuso de drogas por parte da União Europeia.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário