Comodoro José Croca Favinha é o novo Comandante da Zona Marítima dos Açores

O comodoro José Croca Favinha tomou posse como Comandante da Zona Marítima dos Açores, em cerimónia que se realizou em Santa Clara, nos Açores.

A cerimónia contou com a presença do 2º Comandante Naval, contra-almirante João Dores Aresta, que deu posse ao novo Comandante de Zona dos Açores que rende no cargo o comodoro Valentim Pires Rodrigues.

O Comando da Zona Marítima dos Açores tem por missão nomeadamente assegurar o funcionamento do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada) e garantir, nos termos da lei e do direito internacional, a vigilância nos espaços marítimos sob soberania ou jurisdição nacional, na Região Autónoma dos Açores.

O comodoro José Croca Favinha nasceu em Lisboa a 11 de abril de 1963. Licenciou-se em Ciências Militares Navais pela Escola Naval em 1986.

Especializou-se em Comunicações e Guerra Electrónica, em 1988, e foi Chefe de Serviço de Comunicações dos NRPJoão Roby e NRP Corte-Real. Durante a comissão a bordo da fragataCorte-Real participou no embargo naval da NATO à antiga Jugoslávia em 1996.

No período compreendido entre 1997 e 1998 foi Capitão de Porto de Porto Santo e Director da Estação Radionaval de Porto Santo.

Em 1998, foi colocado no Regional Headquarters South Atlantic da NATO como oficial de Estado-Maior de Guerra de Superfície e Guerra Electrónica.

O comodoro Croca Favinha comandou o NRP João Roby entre julho de 2001 e setembro de 2003 e foi mais tarde 2º Comandante da Esquadrilha de Navios Patrulhas tendo sido em simultâneo Chefe de Estado-maior da Força Naval Portuguesa.

Desempenhou também o cargo de Chefe da Divisão de Operações do Comando Naval de fevereiro de 2005 até setembro de 2007.

Em outubro de 2007 iniciou uma comissão de 3 anos no Comando de Transformação da NATO, em Norfolk onde foi inicialmente responsável pela Coordenação do Scientific Programme of Work e mais tarde pelo ramo de Comando e Controlo.

Assumiu o cargo de Diretor do Centro Integrado de Treino Naval (CITAN) em 19 de outubro de 2010, comandando a Força Naval Portuguesa no período de novembro de 2012 a outubro de 2014.

Em outubro de 2016 voltou à NATO, tendo assumido o cargo de Diretor dos Planos no Comando Marítimo em Londres, onde permaneceu até julho de 2018.

DL/Marinha

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário