Chega Açores quer aumentar complemento regional de pensão em 30%

© JEDGARDO VIEIRA

O Chega Açores defendeu esta quinta-feira, 11 de março, um aumento de 30% no valor do complemento regional de pensão, o que representa um aumento de cerca de 20 euros por beneficiário, devido às “dificuldades” por que passam os idosos.

No projeto de resolução apresentado na Comissão de Economia da Assembleia Legislativa Regional dos Açores, aquela força política – que sustenta em termos parlamentares o Governo Regional do PSD/CDS-PP e PPM – considera que o complemento regional de pensão “peca por ser ainda insuficiente em termos monetários, especialmente os de menores rendimentos”, daí a necessidade de uma “atualização urgente deste complemento”.

De acordo com o Chega, liderado nos Açores por Carlos Furtado, o momento que se vive “é de grande dificuldade para todas as pessoas, em particular para os mais idosos que, com mais idade, veem-se confrontados com outros custos, nomeadamente na aquisição de medicação”.

Para o Chega Açores, há que “reconhecer as dificuldades por que estão a passar os idosos”, salvaguardando-se que o aumento de 30% no valor mensal do complemento regional de pensão “irá representar um aumento na ordem dos 20 euros por beneficiário”.

“Este valor poderá ser determinante para os idosos que, muitas vezes, têm de abdicar da compra de alguma medicação, optando por não aviar a totalidade da receita médica, mas apenas os medicamentos que consideram prioritários, em detrimento dos que entendem que podem ser dispensados e que, muitas vezes, não são mesmo dispensáveis”, refere-se.

O aumento do complemento regional de pensão será, “com toda a certeza, uma mais-valia na gestão da vida das famílias açorianas”, segundo o Chega.

O partido refere ainda que “muitos idosos vivem com uma pensão de valor insuficiente para uma sobrevivência digna do ser humano”, sendo que “estes, não poucas vezes, são ainda o apoio aos seus filhos e netos, especialmente nestas alturas de profunda crise”.

Lusa/ DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário