Casa das Memórias na Lagoa já recebeu cerca de mil visitantes neste semestre

Museu-Lagoa-Casa-das-Memorias

O núcleo museológico Casa das Memórias tem-se assumido como referência turística do Concelho de Lagoa e, em particular, do Convento dos Franciscanos de modo a transpor para os dias de hoje, num conceito moderno, aquilo que foi a vivência dos franciscanos no concelho da Lagoa.

Desde janeiro e até ao final do mês de julho, a Casa das Memórias já recebeu um total de cerca de 1000 visitantes, um número considerado muito positivo pelo executivo camarário e que mostra a aposta que a Câmara Municipal de Lagoa tem realizado a nível cultural, nomeadamente em dinamizar o Convento dos Franciscanos, que tem sido um marco no roteiro turístico do Concelho de Lagoa e que tem recebido centenas de turistas, mas em simultâneo um local de excelência, privilegiado na sua diversidade de eventos de natureza não só educativa, mas também desportiva e cultural. Sendo que o Convento dos Franciscanos irá acolher já no próximo mês de agosto mais dois grande eventos, como a Noite de Fados, no dia 9 e a 4ª edição da sua Festa Branca, no dia 16 de agosto.

Segundo uma nota de imprensa da autarquia, os cerca de 1000 visitantes que estiveram neste núcleo museológico são prova inequívoca da nova dinâmica que a Casa das Memórias tem dado ao Convento dos Franciscanos, dinamizando-a não só em termos de afluxo de turistas, mas similarmente no que concerne à divulgação das histórias, funcionando como uma peça educativa não só para os jovens, mas também para a sociedade civil que possa aprender com o passado de vida dos franciscanos  que viveram na Lagoa.

Adianta a autarquia lagoense que, fundamental para o sucesso deste núcleo museológico, foram as parcerias feitas pela Câmara Municipal de Lagoa, nomeadamente com a empresa Nortravel e que veio permitir a inserção deste núcleo museológico em dois dos circuitos turísticos previstos para a ilha de S. Miguel, durante o presente ano.

Das 1000 visitas a este núcleo museológico, a grande maioria são pessoas oriundas da ilha de São Miguel, mas regista-se igualmente a visita de muitos portugueses continentais, bem como de emigrantes, sobretudo, do Canadá e das Bermudas, mas também de nacionalidade Francesa, Espanhola, Suíço e Alemã.

O núcleo museológico Casa das Memórias, adota o mesmo horário da Biblioteca Municipal Tomaz Borba Vieira, de segunda a sexta, entre as 10h00-13h30 e as 14h30-18h00, com possibilidade de visitas para sábado e domingo através de marcações prévias, sendo a sua entrada gratuita.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário