Candidaturas para apoio aos prejuízos na agricultura causados pela seca têm início em agosto

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou que tem início a 6 de agosto o período de candidaturas para o apoio financeiro que visa compensar os produtores agrícolas pelos prejuízos provocados pela seca na cultura de milho forrageiro e na horticultura.

O titular da pasta da Agricultura considerou que, nesta fase, é prematuro quantificar o valor da ajuda para as diferentes culturas em causa, seja no domínio da horticultura ou do milho forrageiro, porque ainda não há uma noção exata da quantidade de hectares que foram afetados e da dimensão dos prejuízos.

Para João Ponte, os aguaceiros, mais ou menos intensos, que têm caído nos últimos dias, embora não de forma homogénea em todas as ilhas, são “um bom sinal e têm contribuído para a recuperação de algumas culturas”.

Recorde-se que no início do mês, o Secretário Regional anunciou que o Governo dos Açores ia ajudar os agricultores a minimizar os efeitos da seca que se verifica no arquipélago através do apoio à importação de alimentos e de uma ajuda à quebra da produção de milho forrageiro e de produtos hortícolas.

João Ponte assegurou ainda que o abastecimento de produtos hortícolas nos Açores não está em risco, considerando que o que poderá ocorrer, no futuro, é a necessidade de importar mais produtos e ocorrer um aumento do preço de venda dos produtos locais.

O Secretário Regional salientou que o Governo dos Açores tem tomado medidas para o crescimento do setor hortícola, quer com as alterações introduzidas ao nível do POSEI, quer com a elaboração de um estudo que está a decorrer para caraterizar a produção hortícola, com vista a diminuir as importações e aumentar as exportações de alguns produtos, como é o caso da batata doce.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário