“Caminho notável da Agricultura açoriana” não pode ser posto em causa pela proposta da Comissão Europeia

O Presidente do Governo defendeu que a Comissão Europeia deve alterar a sua proposta relativa ao Pilar II da Política Agrícola Comum (PAC) para o período pós 2020, condição essencial para que a Região mantenha um programa de desenvolvimento rural adequado às especificidades da sua agricultura.

O Presidente do Governo adiantou que a questão que se coloca não se resume apenas à redução de verbas proposta, mas também tem a ver com a perspetiva da Comissão Europeia quanto à forma como se deve relacionar com as Regiões e com os Estados.

Vasco Cordeiro destaca ainda o caminho “absolutamente notável” que o setor agrícola fez nos últimos anos ao nível da quantidade e da qualidade, não apenas nos setores do leite e da carne, mas também do ponto de vista da diversificação agrícola.

Depois de salientar que a Região já ultrapassou, com sucesso, o desafio de garantir as verbas do POSEI, Vasco Cordeiro referiu que estas opções políticas de Bruxelas influenciam decisivamente a capacidade que a Região tem para continuar a ter este histórico de boa execução e de boa utilização dos fundos comunitários.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário