Bloco de Esquerda propõe ampliação da unidade de hemodiálise

© BLOCO DE ESQUERDA

O Bloco de Esquerda anunciou que vai propor, no orçamento da região para o próximo ano, uma alteração profunda às instalações da unidade de hemodiálise do hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada.

O objetivo passa por dar melhor capacidade de resposta às necessidades durante as próximas décadas e a solução pode passar por uma grande ampliação do atual espaço ou pela construção de uma nova infraestrutura de raiz.

António Lima, deputado do Bloco de Esquerda, considerou que “a necessidade de ampliar esta unidade de hemodiálise ou até criar um novo edifício de raiz no hospital de Ponta Delgada é urgente.” O deputado reconheceu o “grande esforço dos profissionais e da própria administração em tornar este espaço melhor”, mas alertou que existem “grandes dificuldades do ponto de vista estrutural, ou seja, do espaço, o que gera enorme constrangimento ao trabalho.”

Assinalou ainda que o número de doentes a realizar hemodiálise tem crescido muito ao longo dos anos e prevê-se que continue a crescer, o que torna a realização de uma obra profunda ainda mais necessária. Atualmente, no verão, onde há um aumento da procura, por haver muitos visitantes em São Miguel que precisam de hemodiálise, o serviço já fica sob pressão.

António Lima apontou também a “falta de recursos dos bombeiros” e disse que “a tutela tem que acautelar a questão do transporte dos doentes, tem que intervir e resolver e, em última análise, encontrar as soluções e os recursos para os bombeiros poderem assegurar este serviço. Não é aceitável que um doente que esteve quatro horas a fazer hemodiálise, fique mais uma hora ou mais de uma hora à espera de transporte”, salientou.

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário