BE não percebe festa do PS quando existem 20 mil pessoas sem emprego

O Bloco de Esquerda não percebe “onde está a festa” que o PS faz com os dados do recente crescimento económico dos Açores, quando existem cerca de 20 mil pessoas no desemprego e em programas ocupacionais, e quando a desigualdade social é cada vez maior.

Embora tenha havido uma redução dos números do desemprego, a verdade é que existem 12 mil pessoas desempregadas. Mas se a estes juntarmos aqueles que já não fazem parte das estatísticas e os que estão ao abrigo dos programas ocupacionais, estamos a falar de 20 mil pessoas sem trabalho. “Não percebo onde está a grande festa”, disse Zuraida Soares.

Numa interpelação ao Governo Regional realizada no parlamento, a deputada do BE salientou que os dados sobre o recente crescimento económico não têm consequências visíveis na sociedade: “Tem havido crescimento económico? Sem dúvida. Mas se há desenvolvimento económico, e os índices de desenvolvimento regional e os índices de pobreza continuam a envergonhar-nos, a pergunta é: se há produção de riqueza, onde é que está o dinheiro?”, questionou a deputada do BE, que logo de seguida concluiu que “Não há riqueza. Há ricos. A nossa Região produz é ricos, e na mesma proporção, produz pobres”.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, quanto ao emprego criado, o BE assinala que foi essencialmente “emprego precário, mal remunerado e sem direitos”, uma situação que “deveria envergonhar alguns dos nossos empresários, a Inspeção Regional do Trabalho, e o Governo Regional”.

No decorrer do debate, Zuraida Soares elencou os trabalhadores reais que enfrentam enormes problemas, aos quais o Governo Regional continua sem dar resposta, nomeadamente nas IPSS, agricultura, pesca, aos precários, e também aos beneficiários dos programas ocupacionais.

DL/BE

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário