BE considera insuficientes medidas anunciadas pelo Governo para combater inflação

© BE/A

O Bloco de Esquerda (BE) considera as medidas anunciadas esta quinta-feira, 21 de julho, pelo Governo regional dos Açores para combater os efeitos da inflação como “insuficientes”, anunciou o partido bloquista.

Os bloquistas António Lima e Alexandra Manes querem que o Governo explique quando e como serão aplicadas as propostas de combate à inflação aprovadas por unanimidade no parlamento por iniciativa do BE.

Os bloquistas dizem mesmo que vinham chamando à atenção, desde abril e “por diversas vezes”, para o problema da inflação, mas que só agora o Governo regional “finalmente acordou e aprovou algumas medidas de mitigação dos impactos da inflação”.

“Não se compreende porque ficaram de fora as outras medidas já aprovadas no parlamento por unanimidade por proposta do Bloco de Esquerda como o aumento do complemento regional de pensão, o aumento da remuneração complementar e a regulação de preços”, questiona o partido, acusando, ainda, o Governo regional de não ter aprovado “qualquer medida dirigida aos trabalhadores”. 

O BE diz ainda que o Governo regional não cumpre a regulação de preços de bens essenciais, através do estabelecimento de margens máximas de comercialização, “preferindo deixar o mercado desregulado e sujeito a especulação de preços”, diz o partido em comunicado enviado às redações.

“O governo mostra, assim, que prefere ver os preços dos bens essenciais a subir, deixando muitos açorianos com cada vez mais dificuldade em adquirir bens alimentares, em vez de interferir no mercado para impedir a especulação”, acusa o Bloco.

“Mais uma vez, a centralidade do parlamento, que o Governo tinha assumido que seria respeitada, não passa de propaganda”, conclui o BE.

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário