Promessas escutistas em Santa Cruz

Overview

Foto: DL

Sob o lema “O ciclo da vida”, 22 escuteiros de várias idades, do agrupamento 1290, celebraram as suas promessas no fim de semana de 22 e 23 de fevereiro, “o momento mais importante do agrupamento”, segundo o chefe Ângelo Silva. As atividades começaram com um acampamento em Santa Cruz. No sábado, 22, os escuteiros fizeram entrevistas a antigos membros do grupo e visitaram o lar de Santo António, onde crianças e jovens conviveram com os idosos.
Na véspera da cerimónia religiosa, o grupo procedeu à preparação das promessas onde cada um refletiu sobre o seu compromisso numa vigília de oração. Perante os colegas e a comunidade, lobitos, pioneiros, exploradores e caminheiros realizaram a sua promessa escutista na missa dominical em Santa Cruz. Para Ângelo Silva, o escutismo é “uma escola” que “dá diferentes ferramentas para as diferentes áreas da vida de cada um”. Para Paulo Mota, chefe do Núcleo de S. Miguel, que esteve nas atividades, este é “um momento de festa para quem já está no movimento, para quem se junta pela primeira vez e é muito bom ver que conseguimos atrair muitas crianças e jovens para o escutismo”.

(Artigo publicado na versão impressa de março de 2020)

Categorias: Local