Vasco Cordeiro diz que “grandes questões do nosso tempo não se podem desligar das questões quotidianas”

“O grande desafio da esquerda democrática de hoje em dia, talvez não sejam apenas as grandes questões civilizacionais das alterações climáticas, das sociedades inclusivas, da luta contra uma globalização desumana, mas sim a resposta a esses grandes desafios e liga-los às respostas e necessidades do dia a dia”, afirmou este domingo o Presidente do PS/Açores.

Vasco Cordeiro, que falava no encerramento do XIV Congresso Regional da JS/A, que ocorreu na Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, sublinhava assim que as “respostas às grandes questões do nosso tempo, quer ao nível da Região, das comunidades ou Países, não nos podem desligar das questões quotidianas dos concidadãos, da necessidade de continuar a dar resposta aos desafios”.

Nesse sentido, e lembrando o momento ”importante e decisivo” que se vive a  nível europeu, com uma nova constituição da Comissão Europeia, novas ideias e protagonistas, Vasco Cordeiro lembrou o papel da Comissária responsável pela Política Regional, Elisa Ferreira, que, com o “seu conhecimento profundo da realidade do nosso País, pode trazer esse conhecimento para o desempenho dessas funções”.

O Presidente do PS/A sublinhou ainda os desafios que se impõe com a discussão do próximo quadro financeiro plurianual, num momento em que estão em causa propostas que atingem o amago do próprio projeto europeu.

“Os ataques à Política de Coesão e à PAC, por exemplo, tem a ver com a ideia de uma Europa que integra aqueles que estão numa situação de maior fragilidade”, referiu Vasco Cordeiro, afirmando ainda ter de se demonstrar “total e absoluto apoio às posições que o Primeiro-ministro, António Costa, tem defendido a  nível europeu, sobretudo por estas duas políticas e por aquilo que estas políticas significam para o País e para a Região”, posições que vão ao encontro das “posições do Governo dos Açores, dos Açores e daquilo que é a própria génese que está no ADN da União Europeia, um projeto com o qual estamos comprometidos e que nos dá orgulho ver no nosso Primeiro-ministro alguém que faz essa luta intransigente pela defesa desse projeto”.

Também a nível nacional, Vasco Cordeiro referiu os desafios que se prendem com o atual momento de preparação do Orçamento de Estado para 2020, que “continuará, seguramente, a dar respostas, claras e concretas, àquelas que são as necessidades do dia a dia dos portugueses, o qual temos feito um acompanhamento muito atento, junto com o Governo da República, e no qual acreditamos que, quer na sua forma, nos seus procedimentos e na sua substância, só pode ser um fator de reforço da coesão de todo o País”.

Mas também a nível regional, em que em breve se iniciará a preparação para uma nova legislatura, “mais do que o desafio de ganhar eleições, há o desafio de apresentar boas soluções para aqueles que são os desafios dos Açorianos”.

DL/PS

Categorias: Política