Associação Musical de Lagoa celebra 12º aniversário com VI Festival de Bandas Filarmónicas

O cine teatro lagoense Francisco d´Amaral Almeida irá receber, a 30 de novembro, a partir das 16h30, o VI Festival de Bandas Filarmónicas António Moniz Barreto, numa festividade que assinala, igualmente, o 12º aniversário da Associação Musical de Lagoa e que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lagoa.

Esta homenagem ao ilustre lagoense, António Moniz Barreto, que pertenceu a duas bandas filarmónicas do concelho e que sempre viveu pela música, demonstra também o caráter cultural e musical da associação aniversariante.

António Moniz Barreto nasceu na freguesia de N. Sra. do Rosário, em 1907, nutriu desde muito jovem a sua paixão pela música em geral e pelas bandas filarmónicas, tendo cultivado o seu conhecimento musical de forma autodidata. Começou a tocar flautim com 8 anos, e com 18 regeu a Sociedade Filarmónica Lira do Rosário, durante 43 anos, tendo deixado um grande legado como compositor, através de um trabalho meritório, nomeadamente na composição de várias marchas fúnebres, graves, canções, ordinários, fantasias e rapsódias.
Pertenceu, igualmente, à Sociedade Filarmónica Estrela D´Alva, em que permaneceu 3 anos, até à sua morte, em 1978. Admiração, respeito e simpatia são sentimentos que os lagoenses nutrem por António Moniz Barreto, principalmente por ter sido um compositor lagoense autodidata, que soube enriquecer e divulgar o nome da cidade de Lagoa com o seu dom e sabedoria musical.

Este ano, o VI Festival António Moniz Barreto contará com a atuação da Sociedade Filarmónica Lira do Rosário, Sociedade Filarmónica Estrela D´Alva, ambas lagoenses e a Banda Triunfo, da Ribeira Grande.

Ainda, no âmbito da celebração do 12º aniversário, às 16h30 irá decorrer um desfile das bandas filarmónicas, com a saída, em primeiro lugar, da Banda Triunfo, do largo de Sainte-Thérèse, passando pela rua 25 de Abril, seguindo-se a Sociedade Filarmónica Estrela D´Alva que sairá da sua sede, em Santa Cruz, e, por fim, a Sociedade Filarmónica Lira do Rosário, do Porto dos Carneiros, e subirá a rua Dr. Botelho.

Junto da igreja de Nossa Senhora do Rosário, as bandas interpretarão, em conjunto, a marcha “O Açoriano” da autoria do homenageado, seguindo-se, pelas 17h00, no cine teatro lagoense Francisco D´Amaral Almeida, do festival onde cada grupo musical executará os diversos temas preparados.

De salientar que, a Associação Musical de Lagoa, desde 30 de novembro de 2007, data da sua criação, tem como principal objetivo a divulgação cultural e musical no concelho, nomeadamente valorizando e demonstrando o papel das bandas filarmónicas em prol da educação e formação. Efectivamente, através da Academia de Música, que efetua formação musical e leciona aulas de piano, saxofone, guitarra, acordeão, bateria, percussão, flauta, guitarra elétrica, viola baixo e canto, tem permitido o enriquecimento cultural e musical dos lagoenses e dos jovens do concelho.

DL/CML

Categorias: Cultura, Lagoa, Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*