Interculturalidade contribui para sucesso da integração dos imigrantes nos Açores

O Diretor Regional das Comunidades afirmou, em Ponta Delgada, que a interculturalidade “contribui para o sucesso da integração dos imigrantes nos Açores”.

Paulo Teves, que falava na sessão de abertura do 11.º Festival ‘O Mundo Aqui’, salientou a importância de serem realizadas “atividades que destaquem a diversidade cultural existente nas nove ilhas, permitindo que os estrangeiros que escolheram os Açores para viver possam dar a conhecer as manifestações identitárias do seu país junto da sociedade açoriana”.

Para Paulo Teves, este tipo de atividade contribui para “uma maior interação entre os imigrantes e a sociedade de acolhimento, sempre na perspetiva de uma plena integração, que é uma das nossas prioridades”.

Neste sentido, o Diretor Regional das Comunidades destacou a aposta do Governo dos Açores na realização de cursos de língua portuguesa para imigrantes, que, este ano, decorrem nas ilhas de São Miguel e Terceira, com um total de 32 formandos de 14 nacionalidades.

Na ocasião, Paulo Teves destacou ainda o apoio personalizado que a Direção Regional das Comunidades presta aos imigrantes nos Açores, através do gabinete de atendimento ao público, que cobre as nove ilhas do arquipélago, onde a renovação de passaportes e os pedidos de autorização de residência e de nacionalidade se encontram entre os serviços mais solicitados.

O Festival ‘O Mundo Aqui’, realizado pela AIPA – Associação dos Imigrantes nos Açores, com o apoio do Governo dos Açores, decorre até hoje nas Portas do Mar, com um programa que inclui atuações musicais e de dança, um espaço de gastronomia designado ‘Paladares do Mundo’, bem como uma mostra de artesanato e um teatro dedicado às migrações.

Atualmente, segundo dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, residem nos Açores mais de 3.600 imigrantes, oriundos de 96 países, sendo Brasil, Alemanha, China, EUA, Espanha, Reino Unido, Cabo Verde, Itália, França e Canadá os países com maior número.

DL/Gacs

Categorias: Comunidades, Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*