Governo Regional pouco empenhado no combate às desigualdades sociais

O PSD/Açores denunciou que o governo regional está “pouco empenhado no combate às desigualdades sociais”, como o comprovam “as incoerências verificadas relativamente às variações dos vários Complementos, que nos deixam preocupados face ao futuro próximo”, disse o vice presidente do grupo parlamentar, João Bruto da Costa.

O social democrata falava à margem das audições dos membros do governo, no âmbito da proposta de Plano e Orçamento para 2020 (PO2020).

João Bruto da Costa especificou que Andreia Cardoso “não soube quantificar o valor do aumento para o Complemento Regional de Pensão, se é que vai haver algum aumento, uma vez que só está previsto um aumento igual à Inflação. E isso não se sabe se é por via de um aumento do complemento regional ou da pensão em si por via do Estado central”, explicou.

“O segundo lamento, tem a ver com termos um governo que parece completamente alheado e sem empenho em combater as desigualdades sociais, quando temos um Índice de Gini – Indicador de desigualdade na distribuição do rendimento que visa sintetizar num único valor a assimetria dessa distribuição – dos mais altos da Europa”, sublinha.

“O governo regional volta, simplesmente, a não assumir o compromisso de aumentar o Complemento Regional do Abono de Família, sendo que o PO2020 não se mostra condigno com aquilo que são os desafios dos Açores para enfrentar os graves problemas de pobreza e exclusão social que se verificam”, concluiu.

DL/PSD

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*