Falta de professores afeta mais de metade das escolas dos Açores

A deputada do PSD/Açores Maria João Carreiro afirmou que a falta de professores afeta mais de metade das escolas da Região, o que resulta da “desvalorização” da carreira docente por parte do Governo Regional e “prejudica gravemente” os alunos.

“Este é um problema transversal a mais de metade das escolas dos Açores, que desde setembro têm lançado vagas para contratos de substituição. Isto é inadmissível! Esta realidade era expectável, perante a falta de reconhecimento social e de desvalorização da carreira docente por parte da tutela”, disse a social-democrata, após uma visita dos deputados do partido à Escola Secundária Domingos Rebelo, em Ponta Delgada.

A parlamentar salientou que, “dois meses após o início do ano letivo nos Açores, continua a haver escolas com falta de professores e alunos com aulas e matérias em atraso, por não haver professores substitutos e com qualificação para a docência”.

Maria João Carreiro sublinhou que a falta de professores em vários estabelecimentos de ensino “constitui o resultado direto de medidas adotadas pelo Governo Regional”, como é o caso da contratação sucessiva de docentes.

A parlamentar social-democrata recordou também que a governação socialista “continua sem implementar incentivos à fixação do corpo docente”, nomeadamente nas escolas fora dos maiores centros urbanos.

A deputada defendeu ainda a “compensação por caducidade do contrato a termo resolutivo”, já que os Açores “são a única região com uma norma que restringe a compensação devida aos docentes por terminaram o contrato de trabalho”.

DL/PSD

Categorias: Educação, Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*