Diretora Regional apela ao envolvimento da comunidade na prevenção do consumo de substâncias psicoativas

A Direção Regional de Prevenção e Combate às Dependências apresentou o programa ‘Eu e os Outros’, a implementar pela Saúde Escolar nos Centros de Desenvolvimento e Inclusão Juvenil (CDIJ) dos Açores.

Segundo Suzete Frias, a implementação deste programa nos CDIJ irá permitir ganhos, não só no âmbito das adições, mas também no domínio de outros problemas que ocorrem na adolescência e que se mostram comprometedores da saúde mental dos jovens.

A identificação dos fatores de risco para o consumo de substâncias psicoativas e a constatação de que se encontram, muitas vezes, ligados a outros problemas da adolescência, como a gravidez, a saúde mental, a delinquência e a violência, entre outros, levam à necessidade de se implementarem programas de prevenção que integram a promoção da regulação emocional e a relação com os outros.

O programa ‘Eu e os Outros’ será aplicado em toda a Região, através das equipas de Saúde Escolar e/ou profissionais de Instituições Particulares de Solidariedade Social parceiras.

A intervenção da Saúde Escolar terá como alvo não apenas os alunos, mas toda a comunidade educativa.

Suzete Frias referiu ainda que “é premissa na ação do Governo a cooperação de todos os ‘stakeholders’, entidades parceiras que desempenham um papel importante no âmbito da Saúde Escolar”, considerando que “é este trabalho em rede que permite obter mais-valias em saúde”.

A adolescência é um período particularmente vulnerável para o desenvolvimento das perturbações de adição e outros comportamentos de risco, até do ponto de vista biológico, porque os processos inibitórios cerebrais ainda não se encontram totalmente desenvolvidos.

O projeto VIDA+ (estudo de caraterização dos comportamentos aditivos na Região Autónoma dos Açores) clarifica as condições promotoras e de manutenção do consumo de substâncias psicoativas e conclui que variáveis individuais (experiências emocionais disruptivas, estratégias de ‘coping’, assertividade na tomada de decisão, regulação emocional) e socioculturais específicas são facilitadoras ou inibidoras dos comportamentos aditivos.

O objetivo de alargar a intervenção no âmbito da Saúde Escolar a todas as crianças e jovens da Região até aos 18 anos, cobrindo o ensino público pré-escolar, básico, secundário e profissional já foi atingido.

Os Açores são a primeira região no país a alargar o programa de saúde escolar ao ensino técnico-profissional, sendo que a inclusão dos CDIJ permite a plena cobertura territorial.

‘Eu e os Outros’ é um programa de prevenção universal dos problemas ligados ao consumo de substâncias psicoativas, no qual as substâncias são abordadas de forma integrada com outras temáticas ligadas ao dia a dia dos adolescentes.

Assenta na exploração de narrativas interativas e na identificação dos participantes com diferentes personagens, sendo coordenado a nível nacional pelo Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD).

Os CDIJ constituem uma resposta social criada especificamente nos Açores, que visa promover o desenvolvimento de ações socioeducativas junto de jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos, em situações de risco e/ou oriundos de contextos socioeconómicos desfavorecidos e multiproblemáticos.

Atualmente, existem 11 CDIJ, distribuídos pelas ilhas de São Miguel, Terceira, Faial e Graciosa, este último em implementação.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*