Governo Regional convida diáspora açoriana no mundo a envolver-se no desenvolvimento da Região

O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas afirmou, em Pawtucket, nos Estados Unidos da América, que o Conselho da Diáspora Açoriana tem um “conceito diferenciador” ao pretender dar voz e envolver os Açorianos de todo o mundo no projeto de desenvolvimento dos Açores.

“É um Conselho que tem como objetivo não só falar das questões de emigração e da vida daqueles que estão fora, mas falar de todos os Açores e de todo o projeto açoriano”, salientou Rui Bettencourt, sublinhando que este órgão “visa que todos os Açorianos, no mundo inteiro, tenham uma palavra a dizer sobre o que querem para a educação nos Açores, como é que veem o futuro dos Açores no turismo, como é que veem o futuro dos Açores na economia, como é que veem o seu projeto de desenvolvimento”.

Para o governante, que falava numa sessão em que participaram líderes associativos dos estados norte-americanos de Rhode Island e de Massachusetts, o conceito diferenciador deste Conselho passa por “envolver” todos os Açorianos do mundo no projeto açoriano.

“Há seis vezes mais Açorianos fora dos Açores do que nos Açores”, disse o Secretário Regional, salientando que os Açorianos, reconhecidos como Povo, no Estatuto de Região Autónoma,  são dos povos cuja diáspora apresenta maior expressão – mais de 1,5 milhões de Açorianos no mundo, seis vezes mais do que o número de habitantes do arquipélago.

Rui Bettencourt salientou que, como responsável do Governo, lhe compete dizer primeiro dentro dos Açores que o Povo Açoriano está no mundo inteiro, mas também lhe compete ir à diáspora dizer que são “um povo que está nos EUA, em Massachusetts e Rhode Island, que está na Califórnia, em vários outros Estados, está no Canadá, com incidência no Ontário, no Winnipeg, no Quebeque, está no Brasil, com outra realidade diferente porque são Açorianos que foram para lá há 270 anos, no Maranhão, há 400 anos, está no Uruguai, também há 270 anos”.

“O meu trabalho agora é fazer com que se tenha uma estrutura ou um organismo que possa unir todos esses Açorianos e tomarmos consciência de que somos um só povo, que está disperso pelo mundo inteiro”, afirmou o Secretário Regional.

“A ideia foi criar um conselho, chamado Conselho da Diáspora Açoriana, onde todos esses Açorianos no mundo possam ter voz através dos seus representantes”, disse ainda o governante, apontando a sua estrutura e modo de funcionamento.

Na ocasião, Rui Bettencourt apelou aos dirigentes e a todas as associações e clubes da diáspora para quem sejam parceiros e colaborem com o Governo dos Açores para que se consiga chegar aos Açorianos dos quatro cantos do mundo.

DL/Gacs

Categorias: Comunidades, Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*