Rui Bettencourt participa no Fabric Arts Festival, em Fall River

O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas desloca-se aos Estados Unidos da América para participar na primeira edição do Fabric – Fall River Arts Festival, que decorre até sábado, 28 de setembro, nesta cidade do Estado de Massachusetts, indo, assim, ao encontro dos jovens Açorianos da diáspora, numa vivência da realidade cultural açoriana.

O Festival Fabric tem nos jovens da diáspora o seu público alvo e pretende celebrar a arte, a música, a comunidade e a cidade, dando a conhecer novas manifestações culturais através de um circuito de filmes, exposições, concertos, conversas, residências e intervenções artísticas.

Os eventos decorrem em diversos espaços da baixa de Fall River, que fazem parte simultaneamente da história da cidade e da história dos Açorianos que a ajudaram a construir, como é o caso do Narrows Center for the Arts, The City Carrousel ou The Eagle Event Center, entre outros espaços diferentes daqueles onde tradicionalmente se reúne a comunidade açoriana e açordescendente, por forma a promover uma vivência musical e cultural que estreite os laços de amizade entre as comunidades da diáspora e os Açores.

Do programa deste festival, que se carateriza por ser multidisciplinar, destaca-se a exibição dos filmes ‘Az Rap – Sons of the wind’ e ‘I don’t belong here’, seguidos de debate, bem como uma conversa sobre ‘Novos formatos para projetos culturais em Fall River’, além das exposições ‘Timeshores’, de Diana Vidrascu, e ‘East Atlantic’, de Miguel C. Tavares & José Alberto Gomes, e da instalação artística ‘Diagonal Animal’, de Jonathan Uliel Saldanha & Catarina Miranda.

No que diz respeito à música, de destacar o concerto ‘United Bands Projects’, que reúne cerca de uma centena de músicos das quatro filarmónicas portuguesas de Fall River, nomeadamente a Saint Anthony’s Band, a Our Lady of Light Band, a Senhora da Conceição Mosteirense e a Santa Cecilia Band, e o espetáculo de ‘Island Man’, nome artístico de Manuel Furtado, que nasceu em São Miguel mas emigrou para os EUA onde atualmente vive, e ainda o projeto musical açoriano Medeiros/Lucas, entre outros artistas.

A iniciativa, promovida pela Casa dos Açores da Nova Inglaterra, tem a curadoria de Jesse James e Sofia Carolina Botelho, diretores criativos do Festival Walk&Talk, e António Pedro Lopes, co-diretor artístico do Festival Tremor.

O Governo dos Açores apoia o Festival Fabric no âmbito do desenvolvimento de laços culturais, económicos e sociais com territórios onde residam comunidades de emigrantes provenientes dos Açores e seus descendentes, tendo sido declarado o interesse público desta iniciativa pelo Gabinete do Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas, através de publicação no Jornal Oficial da Região.

No âmbito desta deslocação aos EUA, além de participar em diversos momentos do Festival, Rui Bettencourt vai também reunir-se ainda com líderes associativos de Rhode Island e Massachusetts, num encontro que terá lugar domingo, 29 de setembro, no Centro Comunitário Amigos da Terceira, em Rhode Island.

DL/Gacs

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*