Espaço saúde: Sobre o sono

(c) Pixabay

O sono regular e com qualidade é fundamental para a saúde. É durante o sono que o cérebro controla funções como o relaxamento e reparação dos músculos, os níveis de diversas hormonas, a respiração, a tensão arterial, o ritmo cardíaco, a temperatura corporal, entre outras. É também durante o sono que o cérebro processa nova informação e são consolidadas memórias.

Os distúrbios do sono são queixas muito frequentes na consulta de Medicina Geral e Familiar e a sua maioria é evitável ou tratável.

 A falta de um sono reparador diminui a capacidade de concentração, reduz a produtividade académica e profissional e é uma das principais causas de acidentes rodoviários. Pode levar ao desenvolvimento ou agravamento de problemas de saúde, como a hipertensão, doença cardíaca, diabetes, obesidade, etc. Afeta o equilíbrio, a atenção e a memória, altera o humor e causa irritabilidade, diminui a energia física, leva ao envelhecimento precoce da pele, deixa a pessoa com aspeto cansado entre muitos outros danos na qualidade de vida das pessoas.

Neste sentido é importante a promoção da higiene do sono, ou seja, um conjunto de hábitos que todos devemos ter de forma a melhorar e manter a qualidade do sono.

Alguns destes hábitos são:

Deitar e levantar sempre à mesma hora, mesmo ao fim de semana; evitar consumir bebidas e/ou substâncias estimulantes como tabaco, álcool, café, chá preto, coca-cola etc. principalmente a partir do período da tarde; evitar atividades excitantes dando preferência às relaxantes como um banho quente; crie, no seu quarto, um ambiente propício ao repouso e ao sono com temperatura adequada, pouca luz e sem ruído; invista num colchão de qualidade e use cabeceiras adequadas; evite ver televisão, estar ao computador, e telemóvel, pelo menos uma hora antes de dormir. A luz azul que estes emitem é extremamente prejudicial ao sono; opte por um jantar ligeiro e evite alimentar-se próximo da hora de dormir; tente não pensar em problemas na hora de ir para a cama, arranje estratégias para “livrar-se” destes pensamentos antes de dormir; evite ingestão de líquidos durante a noite, pois a necessidade de urinar irá interromper a sequência do seu sono; vá para a cama só quando estiver com sono. Levante-se caso não consiga adormecer logo e faça algo relaxantes num ambiente com pouca luminosidade até ter sono novamente.

Estes são alguns dos hábitos a evitar e a adotar de forma a melhorar a qualidade do sono e com isto a garantir uma vida com mais qualidade. Contudo deverá sempre procurar ajuda especializada se está a ter alterações no sono, estas alterações são maioritariamente evitáveis ou tratáveis quando encontradas as causas.

E lembre-se que “uma noite bem dormida é um dia ganho”.

Dr. João Martins de Sousa
Delegado de Saúde de Lagoa
(Artigo publicado na edição impressa de julho de 2019)

Categorias: Espaço saúde, Opinião, Saude

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*