Lagoa aposta no desporto para criar hábitos de vida saudáveis na população

Vai para a estrada esta sexta-feira, dia 17 de maio, o Grande Prémio dos Açores/ Volta a São Miguel, numa organização da Associação de Ciclismo dos Açores (ACA), em parceria com a Bike Mais – ACDR, de acordo com os regulamentos da UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo (UVP-FPC).

A prova realiza-se nos próximos dias 17, 18 e 19 de maio, sendo reservada a atletas da categoria sub23 e inscrita no calendário Nacional da UVP-FPC.

Falando na apresentação de mais este evento, Jorge Medeiros, o presidente da ACA destacou todos os pormenores da competição, realçando a presença de 14 equipas, num total de 86 atletas, um número que supera, por exemplo, o pelotão da última Volta a Portugal do Futuro.

Jorge Medeiros ressalvou ser esta uma competição renovada e reforçada, esperando que seja, igualmente, uma viragem do que deve ser a política da associação para este tipo de eventos.

Segundo adiantou, de todos os eventos que a ACA está a organizar este ano, este é o que tem um cariz mais competitivo mas também o que dá maior retorno em termos nacionais e internacionais.

A apresentação daquela que é a segunda mais importante prova do calendário nacional de Sub-23, decorreu na Cidade de Lagoa, onde marcou presença o vereador da autarquia lagoense, Nelson Santos.

O vereador responsável pela área do desporto, recordou que estes eventos servem para dar motivação à juventude, para encontrar o despertar e abraçar comportamentos mais saudáveis, no sentido de fugir a outros “encantos”, como o caso das novas tecnologias, e esse tem sido, no âmbito da atividades de desporto da Câmara da Lagoa, o grande objetivo que é disponibilizar, a toda a comunidade, a mais ampla gama de modalidades, federadas ou não, para que não haja desculpa das pessoas ficarem em casa.

É neste combate que a autarquia tem implementado estratégias ao nível do desporto, para que se possa tocar, de alguma forma, sensibilizar e promover a prática do desporto.

Nelson Santos reforçou igualmente a necessidade de unir esforços entre as várias entidades e parceiros envolvidos, para que possa ser dado o exemplo à comunidade, que as entidades públicas estão unidas, cada um com os seus objetivos, e o que pretendem implementar no futuro.

O vereador destacou ainda o apoio que tem sido dado à ACA desde a primeira edição da Volta a São Miguel, e que pretende continuar. Aliás, um apoio reforçado pelos restantes vereadores presentes, nomeadamente os vereadores das câmaras municipais de Ponta Delgada e Ribeira Grande, Pedro Furtado e Filipe Jorge, respetivamente.

Por seu turno, presente esteve igualmente o diretor da Federação Portuguesa de Ciclismo, Sérgio Sousa, que recordou que todas as provas são importantes e esta será a segunda maior prova com impacto na comunidade que acompanha o ciclismo nestas idades.

Para as equipas acaba por ser um colmatar de um défice que existe no calendário nacional, num escalão muito importante para a formação dos atletas.

Segundo Sérgio Sousa, esta é uma categoria que tem sentido dificuldades em arranjar projetos sólidos, e é um desafio cada vez maior para a Federação poder encontrar organizadores neste âmbito.

Segundo referiu, “esta GP Azores/ Volta a São Miguel, consegue reunir as equipas portuguesas, consegue trazer equipas de Espanha, consegue formar uma seleção Açores, consegue agrupar os ciclistas açorianos por equipas, por forma que possam participar”, ou seja, um feito que espera que se mantenha por mais edições, para que os jovens ciclistas possam ver que é possível praticar a modalidade na região.

DL

Categorias: Desporto, Local, Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*