JSD/Açores define abstenção como inimiga nas eleições europeias

A JSD/Açores definiu a abstenção como “uma inimiga” nas Eleições Europeias do próximo dia 26, pelo que fez um apelo ao voto, “especialmente dirigido aos mais novos, porque temos de contribuir com a nossa opinião, com a nossa escolha, sob pena de outros tomarem decisões com as quais possamos não concordar”, disse o líder da estrutura, Flávio Soares.

Foi perante uma plateia de jovens, num encontro promovido pela JSD/Açores, e que contou também com o líder do PSD/Açores, que o social democrata reassumiu o “compromisso institucional da JSD/Açores de continuar a contribuir para uma aproximação dos jovens açorianos às instituições europeias, durante o próximo mandato do Parlamento Europeu”, afirmou.

Também Alexandre Gaudêncio disse que “um aumento da participação dos jovens neste ato eleitoral, será uma vitória para os açorianos”, frisou.

Os desafios da UE não passaram ao lado do encontro mantido com jovens de toda a ilha de São Miguel, com o radicalismo político a ser aflorado. Para Flávio Soares, “esse é um drama que só se resolve com a participação dos cidadãos moderados”, referiu.

DL/JSD

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*