Rui Bettencourt considera Pete Souza como um Açoriano

O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas afirmou que Pete Souza, ex-fotógrafo do Presidente Barack Obama, é “um Açoriano”, considerando ainda que se trata de “uma das figuras relevantes” que faz parte da diáspora açoriana.

“O que é interessante nesta visita do Pete Souza é que há vários aspetos muitíssimo relevantes e um dos aspetos é que o Pete Souza é um Açoriano, ele assume-se como um Açoriano e nós consideramo-lo como um Açoriano”, salientou Rui Bettencourt, que falava aos jornalistas no final de uma audiência com este açor descendente.

O titular da pasta das Relações Externas frisou ainda que, “apesar de ser da terceira geração, o que está aqui em causa é que todos os Açorianos que há pelo mundo são Açorianos e continuam Açorianos” quer sejam de primeira, segunda, terceira geração, ou até de quinta ou sexta, como há no Brasil, por exemplo, e sétima geração.

“O Pete Souza é um Açoriano relevante nos Estados Unidos”, disse ainda o governante, sublinhando que o ex-fotógrafo do presidente norte-americano “é daquelas gerações de Açorianos cujo avô partiu dos Açores e que mantém traços dos Açores e faz parte da nossa diáspora”.

Para Rui Bettencourt, trata-se de “uma das figuras relevantes da diáspora, como há outros, na medicina, como o Prémio Nobel, Craig de Melo, como há na política ou na economia”, salientando que foi para unir todos esses Açorianos que o Governo Regional apresentou uma proposta à Assembleia Legislativa para a criação do Conselho da Diáspora Açoriana, “de modo a que os Açorianos do mundo inteiro se possam rever num Conselho, num órgão onde possam participar na construção dos Açores“.

“Evidentemente que o Pete Souza é um desses Açorianos que se encontra nos Estados Unidos, que não deixou de se sentir como Açoriano e relembra histórias da sua família”, acrescentou o Secretário Regional, recordando a sua breve passagem pela Base das Lajes há uns anos atrás e salientando que agora nesta visita aos Açores relembrará os seus antepassados e verá “o que são os Açores”.

Na ocasião, Rui Bettencourt ofereceu a Pete Souza cópias de três jornais açorianos do dia do seu nascimento, 31 de dezembro de 1954, nomeadamente o Correio dos Açores, o Diário dos Açores e o Açores, que contêm noticias que “dão o enquadramento do dia em que ele nasceu”, tendo também oferecido uma publicação sobre os Açores e outra sobre o pintor Domingos Rebelo.

DL/Gacs

Categorias: Comunidades, Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*