Ponta Delgada disponibiliza centro interpretativo digital

Ponta Delgada iniciou a sua presença na BTL- Bolsa de Turismo de Lisboa 2019, com o lançamento do seu portal e da sua aplicação digital de Turismo.

Através de uma nota de imprensa a que tivemos acesso, podemos ler que o anúncio foi feito pelo próprio José Manuel Bolieiro que, na ocasião, afirmou que “este é um momento de concretização. Esta é uma medida do Município, que permite promover turisticamente todas as freguesias de Ponta Delgada de forma expansiva, ao mesmo tempo que contribui para a evolução progressiva da eliminação da contemplação ignorante”.

“Não é fácil criar estruturas edificadas como os centros interpretativos, mas a informação digital e a tecnologia dos beacons são uma solução. Nós agora, com esta aplicação, temos um centro interpretativo à mão, disponível em qualquer smartphone”, podemos ler, citando o presidente, na nota de imprensa.

A mesma nota adianta que José Manuel Bolieiro terminou a sua intervenção referindo que “este aplicativo encontra-se disponível em várias línguas, permitido os visitantes de diversas nacionalidades programar e conhecer, na sua própria língua, o que vão contemplar e visitar”.

Por outro lado, a assessora da área do turismo da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Rosa Costa explicou como este portal reúne uma panóplia de “informações que são disponibilizadas ao utilizador, permitindo uma planificação da sua viagem, através da seleção de pontos de visitação e de serviços”.

Quanto à nova aplicação, esta “funciona de forma inovadora através da tecnologia de beacons nos locais visitáveis do Concelho. O visitante, depois de descarregar a aplicação, vai poder obter informação, no momento, via bluetooth, sobre o local onde se encontra” referiu ainda a assessora da área do turismo da Câmara Municipal de Ponta Delgada.

A encerrar este primeiro dia, esteve Nuno Costa Santos o escritor açoriano, que dirigiu a 1.ª edição do encontro “Arquipélago de Escritores” e que agora assume, novamente, as rédeas da segunda edição desta iniciativa da Câmara Municipal de Ponta Delgada, que conta com a produção da StorySpell (Agência Literária) e com o apoio da FLAD (Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento) e do Governo dos Açores.

Durante a sua intervenção, este responsável não só fez um pequeno balanço da 1ª . edição deste encontro literário, que resultou em 40 eventos com casa cheia, como também anunciou as novidades deste ano, lembrando que “Ponta Delgada é ponto de encontro da literatura”.

Quanto às novidades anunciadas para este ano, este evento apresentará o lançamento do prémio nacional “Arquipélago de Escritores”, um documentário sobre Emanuel Félix e a calendarização mais espaçada no tempo dos eventos, permitindo que toda a gente usufrua de todos os momentos.

DL/CMPD

Categorias: Ponta Delgada, Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*