Iniciativa do PS reforça respostas públicas nas políticas de proteção das crianças e jovens dos Açores

“Independentemente de opções ideológicas, esta é uma área onde há unanimidade no essencial, ou seja, na salvaguarda do bem-estar das nossas crianças e jovens, bem como na necessidade de melhorar e acautelar os seus interesses e direitos”, afirmou Isabel Quinto no plenário de março da ALRAA.

A deputada coordenadora do Grupo de Trabalho de análise e avaliação das respostas públicas regionais na área da promoção dos direitos e proteção de crianças com mais de 12 anos falava no âmbito da apresentação e discussão do relatório final deste grupo criado no âmbito da Comissão Permanente de Assuntos Sociais, revelando, igualmente, a importância de aumentar as campanhas de informação e sensibilização de situações de risco, continuar a trabalhar as competências parentais o mais cedo possível e prosseguir com a formação de profissionais competentes.

De entre as recomendações apresentadas no relatório, Isabel Quinto congratulou-se com a aprovação de propostas tais como: a promoção de campanhas de informação e sensibilização para a dependência digital, “uma questão preocupante de que nos apercebemos ao longo do processo e a inclusão desta temática na formação parental”, e ainda “a instituição do exame global de saúde aos 17-18 anos, a proibição da venda em espaços escolares e de saúde de produtos prejudiciais à saúde e também a criação de uma rede de referenciação de saúde mental infantojuvenil”.

Criado em outubro de 2017, este Grupo de Trabalho teve como objetivo complementar o trabalho desenvolvido na anterior legislatura com a mesma temática, mas direcionado às crianças até aos 12 anos.

Ainda assim, a deputada realçou que “este assunto não diz apenas respeito a entidades públicas, governos e parlamentos. É sim, um assunto que exige uma resposta de toda a sociedade, a começar, desde logo, pelas famílias”.

DL/GPPS

 

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*