Romeiros de São Miguel com novo Orientador Espiritual

Overview

O auditório da Escola Secundária de Lagoa foi palco para mais uma Assembleia Geral do Movimento de Romeiros de São Miguel – Associação. Nesta reunião Magna participaram 38 Ranchos dos 53 existentes na ilha.

Um dos pontos a debate e votação por parte dos associados foi a candidatura, que se pretende fazer, das Romarias Quaresmais a Património Cultural e Imaterial da Unesco.

A apresentação desta intensão esteve a cargo do arquiteto Igor França, coordenador da Área da Cultura e Educação da Câmara de Lagoa, entidade que está disponível para ajudar neste processo, contudo desafiou o Movimento a contatar as restantes autarquias, sendo algo que diz respeito a toda a comunidade micaelense.

Segundo explicou, este é um processo que não é fácil, destacando que a Unesco só aceita 30 candidaturas num ano, e uma por país, sendo que já foi anunciada a intenção de candidatar as vinhas de Santa Maria a Património da Unesco, sendo então necessário avançar, caso seja essa a intenção.

Esta classificação dará reconhecimento internacional desta tradição, embora possam surgir algumas restrições, sendo uma das vantagens a sua preservação.

Um processo que recebeu o aval da maioria dos ranchos presentes, tendo-se registado um voto contra e uma abstenção.

Outro dos pontos desta reunião foi a apresentação e votação do Plano Pastoral e Orçamento para 2019, que foi aprovado por unanimidade.

Entre novembro ou dezembro deverá avançar mais uma caminhada formativa, sendo que a 27 de janeiro de 2019 está agendado o habitual Retiro Espiritual.

As doações de sangue que são feitas pelos romeiros estão agendadas para 10 de fevereiro e 11 de agosto de 2019.

As Romarias Quaresmais decorrerão entre 09 de março e 18 de abril, e os encontros de Ranchos por Ouvidoria decorrerão entre 28 de maio e 19 de junho.

O Dia Do Romeiro decorrerá a 5 de maio de 2019, na Relva e a 27 de junho terá lugar o Conselho Consultivo.

A AG serviu igualmente para a votação da alteração do vogal Carlos Gonçalves Cabral para o cargo de vice-presidente e para a entrada para vogal de Tomás Ferreira, situações aceites igualmente por unanimidade.

Esta Assembleia Geral serviu igualmente para apresentar o novo Orientador Espiritual dos Romeiros e são Miguel o Pe. David Barcelos, que substitui o Pe. Nuno Maiato que saiu a seu pedido.

Ora, falando exatamente nesta Assembleia Geral, Pe. Nuno Maiato recordou os sete anos em que abraçou esta caminhada, sentindo-se triste por sair, até porque esperava ficar mais dois anos e poder concretizar tudo o que desejaria, mas disse chegar a altura, saindo satisfeito pelo trabalho realizado.

Segundo disse, “aprendi muito nestes sete anos e como se diz, ‘somos canetas de Deus’, neste caso acabou-se a tinta e vem outra, é assim na vida”.

Após a realização da Assembleia Geral o PE. Nuno Maiato falou ainda sobre as Pernoitas das Romarias, onde deixou alguns dados interessantes.

Segundo recordou, este é um dos momentos importantes das romarias, até porque o que é feito aos romeiros é feito a Deus.

“Os Romeiros são o rosto de Cristo”, sendo um momento de grande responsabilidade para os Romeiros, onde não deixou de destacar momentos menos bons nas pernoitas que ainda acontecem.

Para o Pe. Nuno Maiato, ser acolhido ou acolher é uma experiência única e diferente.

Recorde-se que em 2018, foram 55 ranchos que percorreram as estradas de São Miguel, registaram-se 42 dias de acolhimentos.

DL

Categorias: Cultura