Concluídas as obras no Centro Pastoral e Paroquial de Nossa Senhora do Rosário

Quase de saída da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário, o Pe. Silvano Vasconcelos procedeu à inauguração do Centro Pastoral e Paroquial de Nossa Senhora do Rosário, após obras de remodelação que este espaço foi alvo.

Antes, o Pároco, que completa agora 12 anos ao serviço da comunidade paroquial do Rosário, esteve também presente na cerimónia realizada no Nicho da Senhora da Graça, que marca a nova etapa deste espaço, que passou a ser gerido exatamente pela Paróquia de Nossa Senhora do Rosário.

Dois momentos que antecedem a saída do Pe. Silvano Vasconcelos, que irá servir, a partir de setembro próximo, na diocese de Portalegre-Castelo Branco.

As obras agora concluídas, nesta sua última fase, tiveram o apoio da Câmara Municipal de Lagoa, da Junta de Freguesia de Lagoa – Nossa Senhora do Rosário e de alguns paroquianos. Um edifício remodelado que agora cria melhores condições para serviços vários.

Nestas duas cerimónias, que decorreram ao final a tarde desta sexta-feira, dia 17 de agosto, marcaram presença várias individualidades, entre as quais a presidente do Município, Cristina Calisto, assim como o Presidente da Junta de Freguesia, Gilberto Borges, e algumas dezenas de paroquianos, alguns ligados aos Movimentos da Igreja, que fizeram questão de marcar presente nestes dois importantes momentos na vida da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário.

Na altura o Pe. Silvano Vasconcelos deixou a mensagem para que os paroquianos saibam agora zelar pelos espaços, quer seja o Nicho de Nossa Senhor da Graça, que agora passa a ser garantida e salvaguardada a continuidade da sua manutenção, assim como o Centro Pastoral Paroquial, como um espaço aberto à comunidade. Um espaço polivalente, quer para crianças, jovens, adultos, para movimentos paroquiais, festas, etc.

Segundo disse, “uma mais-valia e que façam bom uso, com o maior dos cuidados como seja a casa de cada um”.

O Pe. Silvano admitiu que nada faz à espera de louros e reconhecimentos, “esta é a minha forma de ser. O que faço não é para me exibir, para aparecer, mas faço-o pela alegria de fazer o bem”, adiantando que “se fiz, e quando fiz, foi por porque era necessário e sabia fazer. Por amor e por gosto, para o bem de todos, servindo a comunidade e para dignificar a Paróquia, naquilo que é património seu, quer dentro ou fora da Igreja”.

Na altura, o Presidente da Junta de Freguesia, Gilberto Borges, recordou que, em reunião de Junta, em julho, deliberou por unanimidade atribuir um voto de reconhecimento ao Pe. Silvano pelos bons serviços prestados à freguesia.

dav

Também a presidente da Câmara de Lagoa, Cristina Calisto, deixou o voto de gratidão pelo que o Pároco fez no Rosário, tendo a autarquia, m reunião, aprovado igualmente um voto de reconhecimento pelos serviços prestados pelo Pe. Silvano Vasconcelos, entregando ainda uma última prenda, em nome de toda a comunidade, para que este se possa recordar no futuro.

Recorde-se que este sábado e domingo decorrerão as últimas Eucaristias celebradas pelo Pe. Silvano Vasconcelos, nas Igrejas de Nossa Senhora do Rosário e de Nossa Senhora das Necessidades (Atalhada).

DL

Categorias: Local