PS diz concordar com o adiamento da Sessão Plenária de janeiro da ALRAA

PS Açores sala imprensa sede

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista Açores concorda com o adiamento da Sessão Plenária de janeiro da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, tal como hoje anunciado pela Senhora Presidente do Parlamento. “Esta a única forma de, simultaneamente, prestar o devido respeito à memória de Mário Soares, cumprindo o luto nacional decretado até à próxima quarta-feira, inclusive, e realizar o Plenário nas condições habituais, garantindo a todos os partidos com assento parlamentar todas as suas prerrogativas de agenda”, lê-se num comunicado enviado ao Jornal Diário da Lagoa.

Segundo os socialistas açorianos, “abdicar de três dias de sessão plenária quando nada o exige, deveria ser, no entender do Grupo Parlamentar do PS Açores, contra os interesses de qualquer partido que, realmente, pugne pelo exercício regular dos trabalhos parlamentares e queira ver respeitados todos os seus direitos de propositura”.

O PS diz ser despropositado que se tente induzir em erro a opinião pública, defendendo que a Assembleia Legislativa dos Açores deveria seguir o que foi decidido na Assembleia da República e na Assembleia Legislativa da Madeira quando, não são realidades comparáveis. “Tanto em Lisboa como na Madeira não haverá qualquer atividade parlamentar regular até quinta-feira. A exceção diz respeito a uma sessão extraordinária de tributo à memória de Mário Soares, a realizar na Assembleia da República, na quarta-feira à tarde. Acresce que tanto a Assembleia da República como o Parlamento da Madeira, ao contrário do que se passa na Região, estão permanentemente em sessão plenária, pelo que nesses casos trata-se de uma interrupção da atividade plenária normal, não sendo por isso necessário remarcar o início da reunião plenária”.

Neste comunicado, o PS diz serem incompreensíveis e inaceitáveis os argumentos avançados pela oposição de direita que, aparentemente, pretende agir como se a morte de Mário Soares não tivesse acontecido.

DL/PS

Categorias: Política