Ecoparque II em operação desde outubro

Overview

aterro-sanitario-sao-miguel-ecoparque-ii-musami

Está já em operação a célula do aterro sanitário do Ecoparque II da Ilha de São Miguel. Os resíduos sólidos urbanos estão a ser descarregados neste novo espaço de confinamento técnico desde a segunda quinzena de outubro.

Segundo a mais recente publicação da revista VAlorizar, o investimento de 1,8 ME foi adjudicado à empresa Caetano & Medeiros Lda., após lançamento de concurso público em 2014.

Com uma áera de 1, 7 hectares e uma superfície basal de cerca de 5700 m2, tem uma capacidade de encaixe da ordem dos 332 000 toneladas de resíduos sólidos urbanos.

O primeiro aterro sanitário da ilha de São Miguel entrou em funcionamento em dezembro de 2011, dividido em duas células, tendo atingido mais de 800 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos, recebidos dos concelhos de Lagoa, Ponta Delgada, Povoação, Ribeira Grande e Vila Franca do Campo.

As primeiras duas células já esgotaram a sua capacidade de vida útil, sendo a sua selagem o passo que se segue. Após este processo, o biogás que resulta da decomposição dos resíduos lá depositados, será aproveitado para produção de energia elétrica para autoconsumo nas instalações e introdução da rede de abastecimento de energia elétrica.

A estrutura insere-se no âmbito do projeto do Ecoparque da Ilha de São Miguel em que se inclui a Central de Valorização Energética e se encontra em pleno desenvolvimento. 

DL/MUSAMI

Categorias: Regional