“Vasco Cordeiro e o PS é que não são de confiança para tratar os assuntos do mar dos Açores”

Overview

vasco-cordeiro-e-o-ps-e-que-nao-sao-de-confianca-para-tratar-os-assuntos-do-mar-dos-acores

O Presidente do CDS-PP Açores e cabeça de lista do partido pela ilha Terceira nas eleições Regionais do próximo domingo, afirmou que “quem não é de confiança para tratar dos assuntos do mar dos Açores é o PS e o candidato a deputado Vasco Cordeiro”, acusando os socialistas de terem “desprezado e desvalorizado o mar”.

Em reação às declarações do líder socialista, Artur Lima, numa ação de campanha eleitoral junto à baía de Angra do Heroísmo, salientou que “o Dr. Vasco Cordeiro e o PS desvalorizaram o mar e serviram-se dele apenas para fazer pura guerrilha política com o Governo da República, prejudicando os pescadores e as suas famílias e os empresários interessados em investir a economia azul”.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, o líder e candidato popular apontou exemplos: “O PS e o Dr. Vasco Cordeiro não conseguiram garantir a quota de goraz para os pescadores açorianos; não apresentaram o estudo que aprovaram para se verificar da viabilidade de um avião mini cargueiro para melhorar o escoamento dos produtos da pesca, nomeadamente das ilhas sem ligações diretas ao exterior; não preservaram nem potenciaram o património arqueológico subaquático existente nos Açores; serviram-se do mar apenas para fazer pura guerrilha política com o Governo da República”.

Assim, defendeu Artur Lima, “é urgente projetar Angra, a sua cidade e a sua baía”, até porque “é um local onde a UNESCO teria todo o interesse em montar um centro mundial semelhante ao que existe em Zadar, na Croácia, e à volta do qual se organizam permanentemente congressos e ações de formação que atraem investigadores de todo o mundo”.

O CDS vai mesmo mais longe e defende que “é fundamental protocolar com a Universidade de Açores a realização de uma pós-graduação em Arqueologia Subaquática e implementar escolas de verão em arqueologia subaquática, em parceria com organizações de grande escala, como a Nautical Archaeological Society (NAS) e o Archaeological Institute of America (AIA)”.

DL/CDS-PP

Categorias: Política