Falar em 40 anos de Autonomia é falar em 40 anos de desenvolvimento económico e social da Região Autónoma dos Açores, diz Berto Messias

40 anos autonomia Açores Anibal Piores - PS-Berto Messias_Jornal Diario da Lagoa1

“40 anos com enormes desafios, com imensas dificuldades, mas com resultados que nos permitem fazer um balanço positivo”, disse Berto Messias, líder parlamentar do PS, que falava na Sessão Solene dos 40 anos da Autonomia dos Açores.

Numa sessão presidida por Ferro Rodrigues, Presidente da Assembleia da República, o líder parlamentar do PS Açores recordou que foram garantidos nestes 40 anos infraestruturas fundamentais, “construímos escolas, portos, aeroportos, hospitais, centros de saúde. Melhorámos a assistência na saúde, melhorámos a educação, rasgámos novas estradas, inovámos nos transportes, apostámos na educação e formação, protegemos os mais fracos, garantimos a dignidade de uma habitação, recuperámos ilhas, vilas e freguesias arrasadas por catástrofes naturais. Aproximámos as ilhas, abrimos os Açores ao Mundo”.

Berto Messias recordou ainda que tudo o que foi alcançado foi conseguido enfrentando grandes dificuldades. “Desde logo dificuldades físicas decorrentes das nossas complexas especificidades territoriais, agravadas pela força da natureza, mas também, muitas vezes, dificuldades institucionais e políticas, fruto de muitas incompreensões, desconhecimento e até ignorância que muitas vezes dominaram o Terreiro do Paço e os Órgãos de Soberania Nacionais”.

Mas neste sentido, Berto Messias considerou que a história recente e os avanços consideráveis que conseguimos na cooperação com o Governo da República ou até mesmo com o Governo da Madeira provam isso mesmo”.

No âmbito do seu discurso o líder do Grupo Parlamentar do PS considerou contudo que ainda há muito para fazer.

“A construção desta “Torre Autonómica” tem de continuar, com inovação e responsabilidade. Uma Autonomia construída nos Açores, pelos Açorianos e para os Açorianos. Na valorização do nosso mais importante recurso, as pessoas”.

Berto Messias adiantou ainda que apesar das divergências profundas existentes no Parlamento dos Açores, diz estar certo que “quando se fala da defesa dos Açores, muito mais é o que nos une, do que o que nos separa”.

O líder da bancada do PS diz que o partido está pronto e preparado para continuar. “Com energia renovada e com a ambição de conseguir mais para a nossa Região”.

DL

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*