“Artrose do joelho condiciona qualidade de vida dos doentes”

Overview

medico

A artrose do joelho é caracterizada por um desgaste das cartilagens responsável por comprometer a mobilidade da articulação e as atividades diárias dos doentes. Cada vez mais frequente, à medida que a esperança de vida vai aumentando e a idade avançando, a dor é o seu principal sintoma.

“As artroses, nomeadamente do joelho, estão relacionadas com múltiplos fatores, entre os quais se destacam as sobrecargas ao longo da vida e a idade e afetam principalmente as articulações de carga em mulheres, sendo mais frequente a partir dos 50 anos”, revela João Gamelas, coordenador da Unidade de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Lusíadas Lisboa.

As manifestações clínicas da artrose variam de acordo com a zona afetada, o estadio em que a doença se encontra e a causa do seu desenvolvimento. No entanto, a dor é o sintoma dominante em grande parte dos doentes. João Gamelas salienta ainda que “para além da dor, a artrose tem um impacto significativo ao nível da mobilidade e funcionalidade, afetando a qualidade de vida destes doentes”.

Relativamente ao tratamento da artrose do joelho, o médico esclarece que “é parecido com o de outras articulações de carga, como a da anca, mas com algumas particularidades devido à sua complexidade anatómica e funcional. Divide-se em quatro tipos de medidas terapêuticas: medidas não farmacológicas ou gerais, medidas farmacológicas, tratamentos locais e tratamento cirúrgico”.

E acrescenta: “Neste último tipo de tratamento, destaca-se, para os casos mais graves e incapacitantes, a cirurgia artroplástica do joelho que consiste na colocação de uma prótese do joelho. Esta solução constitui, na atualidade, uma modalidade terapêutica bem definida e devidamente implantada no arsenal cirúrgico da Ortopedia, cada vez mais utilizada com resultados excelentes e duradouros”.

A Unidade de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Lusíadas Lisboa, em colaboração com o Serviço de Ortopedia do Centro Hospitalar de Lisboa Central e a Sociedade Portuguesa do Joelho, vai realizar no dia 18 de junho, entre as 9h e as 16h30, uma reunião dedicada ao tema “Um dia com o joelho” com o objetivo de promover o debate em torno de alguns aspetos do tratamento protésico da artrose do joelho.

DL/LPMCOM

Categorias: Saúde