Portugal tem de decidir se quer seguir em frente ou voltar atrás

Berta Cabral Legislativas candidata PSD Açores

A cabeça-de-lista do PSD/Açores à Assembleia da República considerou que “a continuidade de um governo liderado por Passos Coelho é a única forma de Portugal continuar o caminho de retoma”, pois “só assim fazem sentido todos os sacrifícios que os portugueses e os açorianos tiveram de fazer nos últimos anos”.

Segundo Berta Cabral, o país verifica “um crescimento económico há dois anos consecutivos, temos mais empresas, temos mais emprego, as exportações têm aumentado e o défice tem baixado consistentemente, o que mostra que o país está no bom caminho e em boas mãos”.

Para a candidata “a escolha é simples, e as pessoas têm de saber se querem seguir em frente ou se querem andar para trás. E só com o PSD e com Pedro Passos Coelho será possível seguir o caminho de crescimento e sustentação económica que tem vindo a ser trilhado”, avançou.

A candidata frisou que, “esse crescimento tem-se verificado na Região ao nível do Turismo, sobretudo depois da liberalização do espaço aéreo e da vinda para os Açores das companhias aéreas low cost, estando o setor a servir de motor para todos os outros da economia regional”.

Berta Cabral explicou que “foi uma fase difícil até a Troika deixar o país, e há claramente um Portugal antes e depois da Troika, pelo que acreditamos que, com confiança e com estabilidade, será o PSD a continuar este trajecto de crescimento e de progresso”.

DL/PSD

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*