Phil Hogan revela auxílio à agricultura portuguesa

Neto Vivieros-comissario-agricultura-europeu-POSEI-encontro

O Comissário Europeu Phil Hogan, afirmou que a aplicação dos instrumentos financeiros em Portugal pode mobilizar até 400 milhões de euros sob a forma de novo investimento para o setor da agricultura portuguesa, através de uma cooperação com o Banco Europeu de Investimento.

Um fundo de garantia garante a segurança dos empréstimos a fornecer pelos bancos ou outros organismos, geralmente para 80% do valor do empréstimo.

O Comissário Hogan apresentou o caso da Roménia onde o fundo de garantia financiado através da política de desenvolvimento rural ajudou a disponibilizar 426 milhões de euros em empréstimos, fornecendo apenas 116 milhões de euros como garantia. Deste modo, mais de 700 beneficiários viram já 740 projetos apoiados, criando ou mantendo mais de 10 000 postos de trabalho.

O instrumento de modelo de garantia, concebido pelo BEI e revelado hoje pode ser adaptado e utilizado imediatamente pelos Estados-Membros, se estes assim o entenderem. Nesse caso, compete-lhes criar instrumentos financeiros nos respetivos programas de desenvolvimento rural, de acordo com as suas necessidades e financiados pelos próprios orçamentos dos programas.

Segundo o Comissário, os montantes gerados pelos instrumentos financeiros poderão ser utilizados em Portugal para lançar grandes investimentos necessários para a reestruturação do setor leiteiro após o fim das quotas do leite, auxiliar jovens agricultores a realizar os primeiros investimentos essenciais, comprar equipamento mais eficiente em termos de recursos e desenvolver cadeias de abastecimento curtas.

DL/RCEP/ foto@Gacs

Categorias: Regional