Arménio Marques e Ricardo Melo vencem o II Azores E-Rallye

© GDC

O segundo e derradeiro dia do Azores E-Rallye decorreu debaixo de fortes constrangimentos climatéricos, com a chuva e o nevoeiro a intrometerem-se nas estratégias definidas pelas equipas.
 
Os concorrentes Arménio Marques e Ricardo Melo, a bordo de um Volvo XC40 Recharge, foram quem levou a melhor na chegada à vila da Povoação, face aos seus mais diretos adversários ao longo de toda a prova, Paulo Gonçalves e Pedro Isidoro, que tripulando um Citroen e-C4 venceram a prova de regularidade.
 
No que à prova de eficiência diz respeito, foram Rui Torres e Carla Ferreira que conseguiram vencer, levando o seu Peugeot 2008 a apresentar um coeficiente energético de 0,9118 após os 131,67km de prova.
 
Nuno Ferreira e Paulo Fonseca, competindo com um Renault Zoe Ze 50 R 135, ganharam a Lagoa Street Stage no dia anterior e terminaram no 4ºlugar final.
 
Ao longo do trajeto verificaram-se constantes alterações na tabela classificativa de regularidade, sendo que à entrada para a penúltima especial de classificação os primeiros dois concorrentes encontravam-se empatados, tendo sido a prova de eficiência energética a decidir quem saiu vencedor desta segunda edição do Azores E-Rallye.

Para Helena Prisca, responsável pela equipa Azores Rallye Environment, “mais uma vez adotamos o ritmo pela natureza, em que o Azores E-Rallye 2021 pautou pela preservação da mesma e pelo compromisso da nossa responsabilidade sobre o ambiente, enquanto herança comum da humanidade às gerações futuras.”

A segunda edição do Azores E-Rallye é uma prova de regularidade destinada exclusivamente a veículos elétricos e que foi disputada sob a égide da Federação Portuguesa e Automobilismo e Karting (FPAK), sendo uma prova candidata ao Campeonato de Portugal de Novas Energias de 2022.

DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário