Apreendidos 600 quilos de pescado capturado de forma ilícita no Banco Condor

A Inspeção Regional das Pescas (IRP), em colaboração com a Polícia Marítima e com o apoio do navio patrulha ‘Tejo’, da Marinha Portuguesa, apreendeu esta terça-feira cerca de 600 quilos de pescado capturado de forma ilícita no Banco Condor.

O Banco Condor, situado a cerca de 17 quilómetros a oeste/sudoeste da ilha do Faial, encontra-se protegido por legislação regional, estando encerrado à atividade da pesca dirigida a espécies de fundo desde 2010.

Ao longo dos últimos anos este banco submarino tem sido utilizado como área experimental para usos científicos com o objetivo, entre outros, de estudar o efeito da proibição da pesca na dinâmica de recuperação das populações de peixes, bem como os efeitos da proteção sobre o ecossistema em geral.

De acordo com a legislação em vigor, o pescado apreendido cautelarmente foi leiloado em lota, ficando o produto da venda, que correspondeu a 6.700 euros, à guarda da Região Autónoma dos Açores até decisão do processo.

Esta missão conjunta decorreu no âmbito da cooperação regional existente entre as entidades do Sistema Integrado de Vigilância, Fiscalização e Controlo das Atividades da Pesca (SIFICAP) para garantir a exploração sustentável dos recursos pesqueiros e o rendimento futuro das comunidades piscatórias açorianas.

Ainda no âmbito das missões conjuntas das entidades do SIFICAP, durante o mês de junho foram apreendidos na Região cerca de 500 quilos de goraz a embarcações que excederam os valores de quota permitidos para a pesca desta espécie.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário