Antes e depois!

Foto: DL

O tempo passa e a cada momento a história acontece. Individualmente ou em grupo, na nossa localidade ou em qualquer outra latitude, o tempo passa e a perceção da sua passagem é muito variável, de acordo com disposições de variada natureza. Mas uma coisa é certa: há sempre um antes e um depois de cada acontecimento e são muitos, sejam eles particulares ou mais gerais, que marcam de forma muito assertiva a existência de um antes e de um depois.
A história universal está dividida, para começar, em dois grandes momentos: Antes de Cristo e Depois de Cristo! Há diversos acontecimentos que são marcantes na história da civilização, na história de cada sociedade, de cada localidade. Podemos, por exemplo, pensar que havia um mundo antes de cada Guerra Mundial e passou a haver outro depois, no final de cada uma delas. A queda das torres gémeas em nova York marcou também uma grande mudança nas vivências de um país, de um continente e do mundo. A revolução dos cravos, em Portugal, tal como outras datas de relevo em diversos países, também marca claramente a diferença entre a vida de um antigo regime marcado pelo autoritarismo e a passagem para a liberdade.
Também na vida pessoal é curioso olhar para o percurso existencial de cada indivíduo e facilmente encontraremos tantos “antes e depois” que acompanham o crescimento, o desenvolvimento, a vida! Quando damos os primeiros passos e dizemos as primeiras palavras começamos a marcar e a construir uma identidade no percurso de crescimento. Há depois muitas datas que são marcantes, certamente, e que vão desenhando o envolvimento social e a pertença de grupo, como acontece no processo de escolarização, por exemplo. Os 18 anos e a maioridade são sempre tão desejados pois marcam a grande passagem para o início da fase em que se largam as amarras e navega-se em águas livres, com tomadas de decisão individuais, com o assumir de outras responsabilidades que antes dessa data não existiam. A partir daqui é curioso pensar ainda em mais algumas marcas deste “antes e depois”. Comecemos pela entrada na vida profissional e a independência económica, para logo a seguir falar da fase do namoro e dos primeiros compromissos que envolvem os consensos. Que dizer então do momento do casamento? Depois deste, vem então um outro que é verdadeiramente marcante e que dá origem a mudanças radicais – os filhos! Todos os focos, todas as atenções, todas as prioridades se redirecionam. Em suma, em cada um destes momentos temos a clara noção de que antes era uma coisa e agora é outra!
Neste momento estamos a viver e a sentir um tempo que vai certamente mudar o curso da história, que ficará marcada por um antes e por um depois do Covid-19. Já lhe chamaram uma guerra silenciosa de consequências muito imprevisíveis. Seja o que for, a verdade é que nada vai ficar como antes. A história deste “depois” está agora a ser decidida e todos somos personagens deste momento. As decisões e as consequências do que agora acontece são de extrema importância para o caminho a seguir. Também temos a certeza que o “antes” estava a tomar algumas proporções que em nada nos engrandeciam e hipotecava o “depois” das gerações futuras.
Esperemos que alguma coisa mude e que quem tem o poder de decidir decida bem para que a história deste “depois” se possa escrever como exemplo de um verdadeiro ressurgimento. Numa troca de conversas que felizmente o mundo tecnológico ainda nos proporciona – em segurança – dizia uma amiga “que a sociedade irá empurrar os políticos para as grandes decisões e mudanças!”.

Alexandre Oliveira, Professor

(Artigo de opinião publicado na edição digital de maio de 2020)

Categorias: Opinião

Deixe o seu comentário