Água de Pau recebe prova de Trail Running “única aqui na ilha de São Miguel”

 

A Vila de Água de Pau vai receber, no próximo dia 14 de abril, o evento de Trail Running, competição e lazer Desafio Vertical 0/947, que vai juntar jovens e adultos num desafio que se espera tanto exigente como proveitoso para estimular a atividade física, e que conta com a organização do Morcegos Trail Clube, mas também com o apoio da Câmara Municipal de Lagoa e Junta de Freguesia de Água de Pau.

Em conferência de imprensa realizada na sede da Junta de Freguesia de Água de Pau, na qual o jornal Diário da Lagoa marcou presença, o vereador para a área do desporto, Nelson Santos, destacou ser um “evento que nasce numa perspetiva e num desafio vertical”.

“Contamos, no futuro, que possa ser um evento marcante para o próprio município na promoção daquilo que estamos sempre a tentar fazer, que é o fomento da atividade física no combate ao sedentarismo e à melhoria da condição de saúde dos munícipes e de todos os praticantes”, acrescentando que este evento nasce imbuído nas celebrações do sétimo aniversário de elevação da Lagoa ao estatuto de cidade.

“Objetivamente esta métrica [0/947] define-se do mar à montanha, mas mais do que essa verticalidade queremos a horizontalidade nas suas diferentes perspetivas e nas suas diferentes modalidades para o combate ao sedentarismo e no fomento à atividade física, seja ela numa componente federada ou informal. O que interessa ao município é, de facto, retirar as pessoas de casa e criar hábitos saudáveis na prática do exercício físico”, acrescentando, em conferência de imprensa, ter a certeza de que o evento em si “será um sucesso”.

Contando, em expetativa, o município lagoense com cerca de meia centena de participantes, Gonçalo Raposo, vice-presidente do Morcegos Trail Clube, entidade organizadora do evento, diz ser este Desafio Vertical 0/947 uma prova “única aqui na ilha de São Miguel. A nível dos Açores há uma prova semelhante que se realiza na ilha do Pico”.

“Mesmo a nível de Portugal Continental não é habitual provas deste género”, sublinhando que “com este formato assim é muito raro”, sendo “uma prova que, em termos de distância, será uma distância curta”, mas que pautada por uma grande verticalidade – “sempre a subir”, destaca Gonçalo Raposo em declarações.

O Morcegos Trail Clube é, com efeito, diga-se, um clube desportivo associativo sem fins lucrativos, constituído a 23 de novembro de 2018 e cujo objetivo passa pelo fomento e prática do desporto em particular nas modalidades do atletismo e ciclismo, adiantando o vice-presidente daquela associação que uma das ideias da Direção do Morcegos Trail Clube passa por “promover a criação de um circuito de Trail Running na ilha de São Miguel, que é algo que não existe”, considerando a falta de provas uma das lacunas que existe no atletismo regional.

A terminar a conferência de imprensa falou Carlos Figueiredo, diretor técnico da prova, que relevou o caráter inovador da prova, uma vez que a mesma vai ser feita em contrarrelógio.

“Além desta questão, aquilo que nós propomos são três provas distintas”, sublinhou Carlos Figueiredo.

O evento, com efeito, e conforme foi anunciado, é constituído por três provas: a primeira trata-se de um percurso de 11,5 km (1058 D+), que liga a Baixa da Areia (cota zero) ao Pico da Barrosa (947 metros de altitude acima do nível do mar) e no qual os atletas partirão em contrarrelógio individual, com o objetivo de realizar o percurso no menor espaço de tempo.

A segunda prova tem 7,5 km (520m D+), com partida na Baixa d’ Areia e chegada junto ao polidesportivo de Água de Pau, em trajeto feito por trilhos circundantes à vila, num desafio moderado que pretende promover a modalidade e proporcionar também a participação lúdica aos praticantes ocasionais.

Por último, haverá uma prova de inscrição gratuita, mas obrigatória, com um percurso de 2 km (275m D+), destinada a jovens entre os 9 e 16 anos de idade, que visa promover hábitos e estilos de vida saudáveis, o contacto com a natureza e a necessidade de adotar comportamentos de conservação ambiental.

Em declarações exclusivas, após a conferência de imprensa, ao jornal Diário da Lagoa, Nelson Santos, vereador para a área do desporto da Câmara Municipal de Lagoa, considerou ser “um novo evento, uma nova prova que surge nas provas existentes na ilha”, vincando a aposta da autarquia no desporto.

“Este Trail Running entra aqui nesses dois aspetos: a parte mais formal, de competição, mas também, e muito, na parte informal. O grande objetivo da autarquia é retirar as pessoas das suas casas, deste sedentarismo que está cada vez mais elevado junto das nossas comunidades e aproximá-los da atividade física e do contacto com a natureza”.

Por outro lado, para o presidente da Junta de Freguesia de Água de Pau, é sempre importante para a Vila a realização de eventos deste género. “A experiência que temos tido das várias provas já realizadas tem sido muito positiva, temos recebido um feadback positivo, tanto da parte de quem organiza como dos próprios atletas”.

Realça Paulo Melo que Água de Pau tem por natureza as condições ideais para a realização de provas deste género, o que acaba por ser também uma promoção turística da Vila. “Com estas provas acabamos por ter sempre muitas pessoas, é sempre uma forma ade promover a nossa terra e de ver o que temos para oferecer”, adiantou ao Jornal Diário da Lagoa.

DL

Categorias: Desporto, Local

Deixe o seu comentário