Afirmação da diáspora açoriana no mundo passa pelo sucesso da sua integração

O Diretor Regional das Comunidades destacou, em Ponta Delgada, que a “afirmação da diáspora açoriana no mundo deve-se ao sucesso da sua integração em diversos espaços geográficos”, acrescentando que “após séculos do início do percurso migratório do Povo Açoriano para locais completamente diferentes da sua ambiência social e cultural, encontramos comunidades de Açorianos emigrados e descendentes bem integradas nas sociedades de acolhimento, que ostentam a sua Açorianidade”.

O Diretor Regional das Comunidades, que proferiu a primeira de um conjunto de conferências em que 20 alunos participam no âmbito do Curso de Verão UBC GoGlobal Summer Courses, subordinado à temática ‘Geographies of Migration: Europe-Azores and Africa at a Crossroads’, referiu que a “integração dos Açorianos numa nova sociedade não significou um afastamento da terra de origem”, dando como exemplo as diversas manifestações açorianas que ainda hoje acontecem em diversos países, como é o caso do sul do Brasil, do Uruguai e dos EUA, onde se encontram Açorianos de 8.ª e de 9.ª geração”.

“A missão do Governo dos Açores é incrementar esta relação histórica entre a diáspora e a Região, nas mais diversas áreas, indo ao encontro da vontade expressa dos milhares de Açorianos, descendentes e amigos dos Açores espalhados pelo mundo em manter vivo e dinâmico o legado herdado”, frisou Paulo Teves.

Para o Diretor Regional, “importa relevar a importância deste património açoriano fora do espaço arquipelágico e congrega-lo não apenas na defesa dos seus interesses, mas também implica-lo no processo de desenvolvimento da Região Autónoma dos Açores”.

O Curso de Verão UBC GoGlobal Summer Courses, no qual participam alunos de diversas origens étnicas, é organizado e ministrado pelo emigrante açoriano José Carlos Teixeira, professor daquela instituição de ensino superior, e que tem colaborado em diversas iniciativas com a Direção Regional das Comunidades.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário