Açores querem 60% de energia renovável até 2025

Foto: GaCS

Atualmente a produção de energia renovável nos Açores corresponde a 37% do total de energia consumida mas o objetivo do Governo regional é chegar aos 60% em 2025. A intenção foi revelada esta terça-feira, 14 de junho, pela Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo.

Marta Guerreiro salientou que, desses 60%, 30% serão garantidos pela fonte geotérmica, tendo em conta que o Governo dos Açores tem vindo a consolidar a “aposta na geotermia” enquanto “investimento estratégico” da Região para garantir a transição energética para uma economia de baixo carbono.

Serão executados três poços geotérmicos com vista “a manter a produção da Central Geotérmica do Pico Alto a médio-longo prazo e permitir a expansão da potência instalada para 10 MW, num investimento estimado de 26 milhões de euros”.

Segundo Marta Guerreiro, este sistema, juntamente com os novos furos a realizar no campo geotérmico do Pico Alto, levará a que ilha Terceira possa atingir “uma taxa de integração de renováveis acima dos 60%”.

Na ilha Terceira, com o contributo da energia hídrica (0,3%), da eólica (16%), da valorização energética de resíduos (6,1%) e da geotermia (12,5%), registou-se cerca de 35% de energia limpa em 2019.

Na ocasião, a Secretária Regional referiu ainda que, em São Miguel, prevê-se “expandir a potência instalada na Central Geotérmica do Pico Vermelho de 10 para 15 MW e saturar a potência da Central Geotérmica da Ribeira Grande (13 MW), num investimento global estimado de 39 milhões de euros”.

DL/GaCS

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário