Açores apresentam queixa de homem que viajou com teste positivo

© DR

A Autoridade de Saúde dos Açores participou ao Ministério Público a prática de “um crime de propagação de doença contagiosa” depois de um homem ter viajado de Lisboa para o Faial com teste positivo à covid-19.

Numa nota enviada às redações, a autoridade explica que o homem, “natural do Faial, embarcou em Lisboa, com destino à Horta no voo S4 141, da Azores Airlines, apresentando um teste com resultado positivo ao vírus Sars-Cov-2, contrariando a obrigatoriedade de teste negativo para viagem com destino à Região Autónoma dos Açores”.

Mesmo com a possibilidade de “ter existido falha no controle no Aeroporto de Lisboa, o passageiro apresentou um teste com resultado positivo e não qualquer outro que permitisse o cumprimento das regras em vigor para a realização desta viagem”, diz ainda a entidade, frisando que “o passageiro realizou o teste no continente, consciente da obrigatoriedade da apresentação do mesmo no momento do embarque”.

Por este motivo, a Autoridade de Saúde Regional “decidiu pela apresentação da queixa ao Ministério Público”, adianta ainda aquela entidade.

Assim, “o diretor regional da Saúde e cumulativamente Autoridade de Saúde Regional, decidiram participar ao Ministério Público “a prática de um crime de propagação de doença contagiosa” por parte do passageiro em causa.

Lusa / DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário