Abril, Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância

© D.R.

Em abril assinala-se o Mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância. O laço azul é o símbolo associado a esta causa.

“Movimento Laço Azul” nasceu em 1989, na Virgínia, Estados Unidos e, rapidamente, o movimento ganhou dimensão mundial. Este movimento surgiu a partir da história de Bonnie Finney que tomou a iniciativa de colocar uma fita azul na antena do seu carro, de modo demonstrar a sua dor pelos maus-tratos de que os seus netos tinham sido vítimas. As crianças tinham sido maltratadas pela mãe (filha de Bonnie), e pelo namorado desta. A cor azul representava as nódoas negras nos corpos dos inocentes. Uma das crianças terá morrido vítima das referidas agressões.

Em Portugal, a campanha, simbolizada pelo Laço Azul, é divulgada por todo o território, quer pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, quer pelas CPCJ, que realizam diversas ações de prevenção e sensibilização contra os maus-tratos.

“Serei o que me deres… que seja amor”, é o Slogan da Comissão Nacional.

A Organização Mundial de Saúde define abusos ou maus-tratos às crianças como “todas as formas de lesão física ou psicológica, abuso sexual, negligência ou tratamento negligente, exploração comercial ou outro tipo de exploração, resultando em danos atuais ou potenciais para a saúde da criança, para a sua sobrevivência, para o seu desenvolvimento ou dignidade num contexto de uma relação de responsabilidade, confiança ou poder”.

A CPCJ de Lagoa, em parceria com a Câmara Municipal de Lagoa, associa-se ao Mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância através de várias atividades, a saber: hastear da bandeira da prevenção dos maus-tratos na infância, nos Paços do Concelho; distribuição de marcadores de livros às crianças com a história do Laço Azul; Laço Azul humano, com colaboração de uma escola do concelho e o entoar do Hino dos Direitos das Crianças (hino vencedor do concurso, promovido por esta CPCJ, no ano de 2021), numa interpretação do Clube de Música da EBI de Lagoa.

A CPCJ de Lagoa

Categorias: Opinião

Deixe o seu comentário