26º edição das Festas de Santo António, na freguesia de Santa Cruz, fica marcada na história

Realizou-se, no dia de Santo António, na Cidade de Lagoa, mais precisamente na freguesia de Santa Cruz, o primeiro casamento de Santo António da ilha de São Miguel.

A cerimónia decorreu esta terça-feira, dia 13 de junho, na igreja de Nossa Senhora da Conceição, no Convento dos Franciscanos, numa festividade que envolveu toda a comunidade lagoense.

Para os noivos, Marlene Soares e João Frias, o dia foi perfeito, tendo tido um casamento inesquecível, que envolveu momentos de grande emoção.

“Está a ser um dia muito forte, emoções de um lado ao outro, com um nervosismo à flor da pele, mas agora já está feito e correu tudo bem, às mil maravilhas, foi mesmo cinco estrelas” disse João Frias ao Jornal Diário da Lagoa, no fim da cerimónia.

Após dez anos de namoro, para a noiva Marlene, ver que finalmente chegou o grande dia que tanto desejava e sonhava foi um momento muito emotivo, onde as lágrimas de alegria também fizeram parte das festividades.

“Temos noção que vamos ficar na história e esperamos que daqui a 50 anos estaremos cá para celebrar as nossas bodas de casados”, afirmou Marlene Soares.

Para os pais dos noivos este casamento foi um sonho concretizado, onde toda a família tem plena consciência que o casamento deste casal ficará escrito na história lagoense.

Os padrinhos de casamento relembraram que fazia todo o sentido que a Marlene e o João tenham sido selecionados para este momento, pois sempre foram muito devotos a Santo António. Recordam ainda que o noivo João participou, com seis anos, nas primeiras marchas em honra de Santo António realizadas na freguesia de Santa Cruz.

Para a presidente da junta de freguesia de Santa Cruz, Adriana Rebelo, o momento foi de grande felicidade, salientando ao Jornal Diário da Lagoa que foram um casal abençoado e escolhido a dedo por Santo António.

Por seu turno, Cristina Calisto, presidente da Câmara Municipal de Lagoa, refere que este primeiro casamento serve para escrever mais uma página na história da cidade de Lagoa.

“Há muitos anos que se falava nas noivas de Santo António mas hoje passamos das palavras à ação e pela primeira vez na história estas festividades em honra de Santo António incluíram também os casamentos de Santo António”, salientou a edil lagoense.

Cristina Calisto espera que, futuramente, as noivas de Santo António também sejam uma tradição na Lagoa, com outros casamentos a acontecerem nos próximos anos, na cidade.

Para o pároco da Matriz de Lagoa, Nuno Maiato, para além dos noivos, a cidade de Lagoa também está de parabéns por ter permitido proporcionar a este casal um verdadeiro momento de alegria, união e consagração de mais uma família perante Deus.

“De uma forma mais ou menos direta, envolveu várias pessoas, vários grupos, quer da paróquia, quer os colaboradores da junta de freguesia e outras pessoas que se foram associando a este momento”, explica o Pe. Nuno Maiato, salientando que este casamento envolveu toda a comunidade lagoense.

Para Adriana Rebelo, também foi tempo de fazer o balanço da 26º edição das Festas de Santo António, referindo que o mesmo é muito positivo e que só foi possível graças ao empenho de muitas pessoas, nomeadamente do executivo e funcionários da junta de freguesia de Santa Cruz e do apoio da Câmara Municipal de Lagoa.

“Termino a semana sempre com o sentido de orgulho e de missão cumprida porque faz-se muito com muito pouco e as festas de Santo António são um exemplo disso e estou muito satisfeita. Este ano, estou duplamente satisfeita por ter tido a oportunidade de apadrinhar o primeiro casamento de Santo António”, afirmou a presidente da junta de freguesia de Santa Cruz.

Por outro lado, as Festas de Santo António também serviram para homenagear uma figura emblemática que andava um pouco esquecida, o Dr. Filomeno da Câmara. Segundo Adriana Rebelo, esta homenagem serviu para deixar mais um marco antes da sua saída do executivo de junta de freguesia. De salientar que a atual presidente não se irá recandidatar nas próximas eleições autárquicas, que irão decorrer no próximo mês de outubro.

“É muito emocionante porque foram quatro anos de muita aprendizagem, de muitas alegrias, algumas tristezas mas faz parte e saio com a minha consciência cem porcento tranquila e com o sentido de verdadeiro dever cumprido”, relembra a autarca.

A 26º edição das Festas de Santo António, na freguesia de Santa Cruz, na Lagoa, irá ficar marcada na história de São Miguel, com o primeiro casamento de Santo António a ser realizado neste ilha, esperando que, no futuro, as noivas de Santo António seja uma tradição adotada pela cidade de Lagoa.

DL/AS

Categorias: Local

Deixe o seu comentário